Tudo sobre a história do carnaval, uma máscara nos faz lembrar.

Tudo Sobre a História do Carnaval

Há alguns anos escrevi dois textos falando tudo sobre a História do Carnaval, sua origem, o que é Carnaval? Como é definida a sua data, se seria uma festa pagã? Outros questionamentos foram: há quanto tempo existe o Carnaval? Por que surgiu o Carnaval? O que tem essa festa a ver com a igreja Cristã? Entre outros questionamentos que abordo agora em síntese, mas deixo os links para os textos originais, completos e atualizados em 2024, logo abaixo em Bibliografia e Referências Bibliográficas, para quem desejar aprofundar o conhecimento.

Bem, nesta Síntese que faço agora, vou ser objetivo com perguntas e respostas diretas. Nelas estarão contidas as respostas às perguntas acima. Então vamos lá e saiba … Tudo Sobre a História do Carnaval.

Quanto a origem do Carnaval

Festas Agrícolas

Sem dúvida a origem do tipo de festa é muito antiga mesmo, é bom lembrarmos que nossos ancestrais sedentários eram homens da terra e da agricultura. Portanto, dessa maneira muitas festividades tinham a ver com essa temática. Podemos dividir, através do tempo, em vários períodos e personificação ou reinterpretação quanto a esta festividade chamada hoje: Carnaval.

Em sua origem mais remota, provavelmente no Egito, período que se situa entre 4 mil anos a.C. até o século VII ainda a.C. havia provavelmente uma comemoração da entrada da primavera (hemisfério norte) dessa maneira estaria ligada a uma festa da colheita, comemorar as safras e benesses da vida em alegria e euforia. Estaria aí um culto à deusa Ísis. Era uma festa com um barco “Navigium Isidis” o que seria o “Barco de Ísis” era um cortejo pelo Rio Nilo, pedia-se à deusa Ísis proteção aos navegantes e ao povo.

Na Grécia antiga também tinha muito a ver com a agricultura, especialmente as videiras, as uvas e o vinho, naturalmente. Conforme mais cresciam as plantações das parreiras mais o deus Dionísio estava presente nas festividades do campo. Mais uma festa da uva, do vinho e claro da embriaguez, a festa portanto acabava em embriaguez e nas consequências desta. (quer saber mais sobre Dionísio veja o texto > O Apolíneo e o Dionisíaco Apolo e Dioniso em Nietzsche: a perda da proximidade com a Natureza que tinha o homem antigo.)

A festa era muito depravada, Dionísio ou Dioniso era brincalhão, irreverente e debochado, fazia com que o povo invertesse os papeis, assim os ricos se vestiam de maltrapilhos os pobres se vestiam de ricos e nobres, os homens de mulheres e as mulheres de homem e assim por diante, algo parecido ainda com os dias de hoje, não é mesmo?

Essa fase ou período dura também um bom tempo, provavelmente até a “Cristianização do Carnaval”, como veremos mais à frente.

Em Roma, Itália tem o nome de “Saturnálias” festas em homenagem a Saturno, também ao deus Baco daí a palavra Bacanal, Baco era o deus romano que para os gregos era Dionísio, também há referências a Momo. Saturno também era o deus da agricultura dos antigos romanos, o que seria o Cronos dos gregos, propagava a equidade entre os seres humanos e foi quem ensinou a técnica da agricultura para os romanos.

Naquelas festas de Carnaval em Roma, provavelmente inspirados nos barcos ou navios do Egito (Navigium Isidis), como abordei antes, surgem em Roma os Carrum Navale, carros com Aparência de Navios que desfilavam pelas “avenidas”, com pessoas peladas, nuas, para alguns é o motivo da expressão “carnavale” (de Carrum Navale) ou carros navais ou carnaval. Outros preferem o termo mais recente como carne vale, ou seja, que a carne vale nesta época, pois depois quando vier a quaresma, precisamos nos abster da Carne. Não é necessário dizer que os Carros Alegóricos devem ter sua origem deste termo: Carrum Navale.

É bom também destacar que foi a partir destas festas, especialmente as dionísicas que surge o Teatro Grego, que depois também é incorporada por Roma e que por sua vez é passada para o mundo ocidental, chegando aos nossos dias.

O Carnaval é uma Festa Pagã?

Há também que se destacar, entre o que foi falado antes, que as festas também surgiam para comemorar o fim do inverno, ou seja, têm muito a ver com as estações do ano, com agricultura etc. Principalmente entre os séculos VII a.C. e o século VI já de nossa era, principalmente, as festas tomaram novos rumos, como vimos, mas o fato a se destacar não é tanto a origem da festa, mas como ela é comemorada, como é vivida, onde está o coração do celebrante, o que ele faz etc.

Pagão é uma definição complexa, mas em síntese está ligada a toda religião que não seja a instituição principal e a uma “religião” que cultua a vários deuses. Assim são pagãos os não judeus e os não cristãos. Mas em nosso tempo, o Carnaval é uma festa pagã? Se considerarmos o culto aos diferentes deuses sim, e se considerarmos as pessoas que nem se dão conta desses fatos e só querem brincar em um bloco, por exemplo?

O que você me diz? O Carnal hoje é uma Festa Pagã?
0
Deixe seu comentário!x

O período Cristão

A igreja cristã até tentou se afastar e fazer com que essa festa fosse esquecida, mas neste caso não conseguiu. O sucesso que teve com a festa do Natal, também de origem dita pagã (não de tradição judaico-cristã), não conseguiu com o Carnaval.

Entre os séculos VI e XVIII a igreja cristã traz à tona uma nova reinterpretação da palavra Carnaval, e é o que grande parte dos historiadores vai endossar. A igreja cristã católica romana, estava ali no meio das festas, e vai ressignificar o termo dizendo: Carnem levare, ou seja, “livrar-se da carne” daí introduz a quaresma, período de abstinência da carne e dos prazeres da carne, até o Domingo da Páscoa.

A festa “ressignificada” foi oficializada em 590, antes a igreja a condenava, mas como diz o ditado “se não pode com eles junte-se a eles”, mas aí não era um juntar-se a eles, mas tentar cristianizar a festa e dizer – ok até aí 3ª f. a carne vale, depois vamos nos purificar durante 47 dias.

Como sabemos, a história transcorre com o tempo, e assim somente em 1545, no Concílio de Trento, a festa do Carnaval foi aceita como festa popular de rua. E em 1582 com o Papa do calendário Gregoriano, Papa Gregório XIII que define o nosso calendário ocidental, e estabelece as datas para o Carnaval a partir da data da Páscoa.

Como é definida a data do Carnaval a partir da Páscoa?

Em síntese podemos dizer que para se calcular a data da Páscoa basta sabermos quando será o primeiro domingo após a Lua Cheia que vem depois do dia “21 de março”, que é quando temos o equinócio de outono no hemisfério sul ou equinócio de primavera no hemisfério norte. Já falamos sobre o equinócio, veja este link.

Depois de marcar a data da Páscoa (o Domingo) é só retroceder “47 dias” e teremos a 3ªf. de carnaval o dia para nos “despedirmos da carne”. Até este dia a “carne vale”Carnaval… depois façamos uma abstinência de 47 dias, é a “quaresma”. Na verdade a quaresma (40 dias), acaba uma semana antes do domingo da Páscoa, ou seja no Domingo de Ramos, que foi quando Jesus chegou em Jerusalém a fim de comemorar a Páscoa Judaica com seus correligionários judeus.

Para mais detalhes e aprofundar o seu conhecimento veja a bibliografia que segue abaixo e assim você saberá Tudo sobre a História do Carnaval.

Seu comentário é sempre bem-vindo, deixe um ainda que com poucas palavras.
0
Deixe seu comentário!x

Abraços, Benito Pepe

Bibliografia e Referências Bibliográficas

PEPE, Benito. Carnaval, quando é? Como é definida essa data? Disponível em: https://www.benitopepe.com.br/2010/01/25/carnaval-quando-e-como-e-definida-essa-data-por-que-surgiu-o-carnaval/ Acesso em fevereiro de 2024.

___________. O que é Carnaval, qual é a origem do Carnaval? Disponível em: https://www.benitopepe.com.br/2009/02/14/o-que-e-carnaval-qual-e-a-origem-do-carnaval/ Acesso em fevereiro de 2024.

___________.    O Apolíneo e o Dionisíaco Apolo e Dioniso em Nietzsche: a perda da proximidade com a Natureza que tinha o homem antigo. Disponível em: https://www.benitopepe.com.br/2009/05/16/o-apolineo-e-o-dionisiaco-%e2%80%93-apolo-e-dioniso-em-nietzsche-a-perda-da-proximidade-com-a-natureza-que-tinha-o-homem-antigo/ Acesso em fevereiro de 2024.

Enciclopédias Barsa e Mirador. Verbetes sobre o Tema Carnaval.

5 1 Vote!
Article Rating
Se inscreva
Avise-me de

4 Comentários
Mais antigo
Mais novo Mais votado
Feedbacks em Linha
Ver Todos os Comentários
Carlos Henrique Aquino
28 dias atrás

Que belezas de conteúdos! Nunca imaginaria que no antigo Egito já ocorria algo pertinente ao Carnaval. Eu imaginava que havia começado na Europa. Parabenizamos pelas pesquisas feitas

Benito Pepe
28 dias atrás

Obrigado querido CHA, você sempre me estimula com seus comentários. De fato faço pesquisas nesse campo há um bom tempo… e as retomei agora para atualizar o tema. Acho importante saber.
Grande abraço,
Benito Pepe

Ismael Mariano
15 dias atrás

O Carnaval é uma festa para todos, pagãos ou não , a meu ver maravilhosa pois vemos uma multidão nas ruas com um só propósito : DIVERSÃO , não necessariamente pornográfica…. Eu vejo que no Brasil inserimos bem este conceito, incluindo transformando o carnaval em um expressão cultural da nação! Isso é muito válido.

4
0
Deixe seu Comentário...x
Rolar para cima