O Líder e Estilos de Liderança ou Chefia

Para ser líder é preciso, além de ter nascido com talento e dom, exercitar a liderança; testar a si mesmo seguidamente, estudar com profundidade a natureza humana, desenvolver a sensibilidade e a intuição.  O líder cativa as pessoas pelo comportamento, seu exemplo, e pela ética.

Para o líder não há dois pesos e duas medidas e a sua flexibilidade jamais será moral.  As pessoas sentem que podem confiar plenamente nele em qualquer circunstância, e ele nunca as desaponta. É bom lembrar que Líder é diferente de Chefe. O Líder surge naturalmente o chefe é posição do Cargo. Veja mais no final deste texto.

Estilos de Chefia

AUTOCRATICO – Autoritário

DEMOCRÁTICO – Consultivo Participativo

LIBERAL – Laissez-Faire (“deixa fazer” o que querem seus subordinados)

PATERNALISTA

SITUACIONAL

EMERGENTE

ESTILO AUTOCRÁTICO

Também conhecido como ditatorial. É exercido por gerentes centralizadores das decisões, que resolvem todos os problemas, não delegam e são os únicos a emitir ordens; não existe diálogo, nem oportunidade de participação ou sugestão por parte dos funcionários. É exigida uma disciplina rígida e um fiel cumprimento das ordens emitidas. Os funcionários executam os serviços como autômatos. É extremamente dominador e pessoal nos elogios e nas criticas ao trabalho de cada membro do grupo.

ESTILO DEMOCRÁTICO

Também conhecido como participativo. Neste estilo os funcionários não se limitam apenas a cumprir ordens, mas também participam do processo decisório, dando suas contribuições ao superior.

Este estilo de chefia permite que os funcionários trabalhem com o moral elevado, tenham maior estímulo, trabalhem satisfeitos e em principio, produzam mais.

Este estilo proporciona também mais camaradagem, cooperação e espírito de equipe. (quem participa de uma decisão normalmente se compromete mais com o resultado)

O Chefe (líder) preocupa-se com participação do grupo, estimula e orienta, acata e ouve as opiniões do grupo, pondera antes de agir. Aquele que determina, junto com o grupo, as diretrizes, permitindo o grupo esboçar as técnicas para alcançar os objetivos desejados. É impessoal e objetivo em suas críticas e elogios. Para ele, o grupo é o centro das decisões. Acreditamos que a ação do líder democrático é de suma importância para o progresso e sucesso de uma organização.  Tal como um sacerdote, que posso dar o exemplo de Moisés do Egito, (quando estava com o povo defendia Deus, quando estava com Deus defendia o povo).

A reação do grupo é de interação, participação, colaboração e entusiasmo.

ESTÍLO LIBERAL  – LAISSEZ-FAIRE

É o gerente bonzinho, que não se preocupa demasiado com os problemas, mas deixa ficar como está para ver o que acontece.

Cada um exerce as atividades por sua livre e espontânea vontade de acordo com suas iniciativas próprias em direção nunca coincidentes.

O gerente vive bem com todos, mas a organização ninguém sabe para onde vai. Os funcionários mostram suas qualidades, mas não se consegue canalizá-las para os objetivos.

A sensação geral de falta de progresso dá margem a que os membros se tornem desinteressados e sem entusiasmo.

É Aquele que participa o mínimo possível do processo administrativo. Dá total liberdade ao grupo para traçar diretrizes. Apresenta apenas alternativas ao grupo.

A reação do grupo geralmente é ficar perdido, não ficando coeso.

ESTILO PATERNALISTA

É aquele em que o subordinado é protegido pelo gerente, independente do seu grau de competência profissional ou de seu desempenho no trabalho. É caracterizada pela existência de um grupo de “protegidos”, que recebem os benefícios do chefe, as melhores tarefas são deles, os melhores salários e assim por diante, gerando em contrapartida, a rebeldia do grupo oposto ao dos protegidos. Este estilo pode assumir ainda o caráter de “ditadura camuflada”, em que a mensagem do gerente aos subordinados é algo como “Faça o que eu mando e eu o protegerei”

ESTILO SITUACIONAL

 É aquele que assume seu estilo de liderança dependendo mais da situação do que da personalidade. A postura deste líder brota ante as diferentes situações que ele detecta no dia-a-dia. Possui um estilo adequado para cada situação.

A reação do grupo é de segurança e motivação por certo tempo.

ESTILO EMERGENTE

Diz respeito aquele Líder que surge e assume o comando por reunir mais qualidades e habilidades para conduzir o grupo aos objetivos diretamente relacionados a uma situação especifica. Por exemplo, num caso extraordinário, onde determinadas ações devem ser traçadas de imediato.

O grupo reage bem, participa, colabora, sabendo que se houver emergência, o líder saberá o que fazer.

Tipos de Liderança

Liderança Coercitiva

Baseia seus atos influenciais predominantemente no poder de coerção e de posição. Definem a coerção como a habilidade de influenciar através da potencial punição.

Liderança Controladora

Esse estilo de liderança se apóia mais no poder de posição e de recompensa, embora use episodicamente o poder de coerção. Esse tipo de liderança é utilizado de forma mais sutil, sob a forma de manipulação material ou emocional.

A filosofia básica da liderança controladora é a falta de confiança nas pessoas, a crença de que existe apenas uma maneira de fazer as coisas certas, de que as pessoas são incompetentes, não tem vontade de trabalhar, daí a necessidade de controlar suas atividades.

Liderança Orientadora

É um estilo raramente abordado na literatura especializada por possuir alguma conotação paternalista. Utiliza episodicamente o poder da posição &emdash; portanto a autoridade do cargo, de recompensa, de conhecimento e de conexão. Ao contrário dos estilos coercitivos e controlador, que limitam o âmbito de seus atos influenciais no sentido vertical, de cima para baixo, a liderança orientadora os expande também na direção de baixo para cima e horizontalmente, permitindo assim que as barreiras estruturais sejam ultrapassadas, tendendo a incentivar a sinergia organizacional.

Por fim temos que a conduta do líder deve ser única e definida, sem oscilações e posições contraditórias. Deve o líder portar-se de forma idêntica em todos os campos de atuação.

Requisitos para uma boa Liderança:

1) Não seja Pedantista : demonstração ostensiva de que sempre sabe mais que os outros.

2) Não seja Megalomaníaco : mania de grandeza.

3) Não seja Paroleiro : falar exageradamente. Isso é forma disfarçada de mentir.

4) Não seja Reclamador : Nunca esta satisfeito. Nada satisfaz.

5) Não seja Inconstante : mudando de atitude a toda hora.

6) Não seja Egoísta : pensar somente em si , cuidar só de si.

7) Não seja Precipitado : tomar atitudes imprudentemente.

8)  Não seja Antipático : personalidade indesejável.

Lembre-se que há diferenças entre um chefe e um líder, tais como:

CHEFE: tem a visão curta x LÍDER: tem a visão panorâmica.

Um Administra recursos humanos x Outro lidera pessoas.

Um precisa ganhar sempre x Outro precisa ganhar mais do que perder.

Um tem todo o poder x Outro tem competência.

Para um, conflitos são aborrecimentos x Para outro, conflitos são lições.

Para um, crises são riscos x Para outro, crises são oportunidades.

Bem, esta é apenas uma pincelada geral sobre o assunto que deve e precisa ser aprofundado de acordo com nossas necessidades e desejos.

Abraços do Benito Pepe

Benito Pepe

Benito Pepe: Empresário há mais de 30 anos, Administrador, Filósofo, Astrônomo Amador, Colunista, Palestrante, Instrutor e Professor Universitário. Tem formação acadêmica na área de Administração com pós-graduações em: Administração estratégica de empresas; Marketing; Filosofia Contemporânea; e Filosofia Antiga. Publica Aqui, seus textos sobre Filosofia, Astronomia, Administração, Marketing, Religião, Assuntos da Atualidade, além de um Papo geral.

14 comentários em “O Líder e Estilos de Liderança ou Chefia

  • em
    Permalink

    Meu caro amigo Benito. Existem milhões de líderes no mundo inteiro, tanto física como juridicamente. Um País pode ser um lider no cenário Mundial, em variedades de coisas, uma instituição esportiva, da mesma forma, assim como uma pessoa física tambem pode ser um lider numa variedade de eventos.
    Bom, o nosso caso aqui é saber como deve agir um lider. Em primeiro lugar, um lider não se faz, o espirito de liderança é uma dádiva divina, o individuo ja´ nasce capacitado por Deus. Um lider tem obrigação de tratar os menbros de seu grupo, como gostaria de ser tratado, ser um exemplo de capacidade, buscar na filosofia mental, todos os esinamentos no trato para com aqueles que o cercam, jamais deixar dúvidas em suas palavras, e quando tiver que repreender alguem, escuta-lo primeiro e depois expor seu ponto de vista, procurando sempre agir com serenidade, nunca alterar sua voz, mesmo que o assunto não seja de seu agrado. Um lider naquilo que exerce, tem obrigação de saber usar a sabedoria nos pró e contras, para na hora certa de ter que chamar atenção de alguém fazê-lo com justiça. Um lider não pode jamais ficar e m cima do muro, dúvidas tem que ser uma palavra riscada do seu vocabulario. Chefia é um cargo indicado, liderança nasce no meio de uma coletividade, um lider pode estar subordinado a um chefe,porém muita vêzes uma tarefa é melhor sucedida com a orientação do lider, do que da propria chefia. Por que, em alguns casos o chefe manda, por ter o direito de mandar, já o lider é igual aquele homem que sabe, mas primeiro procura certificar-se de que está certo para depois agir. Um lider tem que ser um profundo conhecedor da palavra liderança, nunca deixar a vaidade subir-lhe a cabeça por estar em primeiro lugar sôbre os demais, agir sempre com humildade, e compreender, mais do que ser compreendido. Um lider não pode pretender que todos pensem igual a êle. Cada pessoa está num grau diferente de evolução, num degrau diverso da grande subida. Ninguém possui a verdade total, porque a Verdade Absoluta e total é Deus, o infinito. Nenhum ser finito pode conter o infinito. O lider tem que busccar a verdade para si mesmo, mas não obrigar niguém a pensar como ele, tanto quanto não gostaria que os outros controlassem seu pensamento. Um lider tem que manter-se calmo e sereno em qualquer circonstância. Quando qualquer aborrecimento o atingir, como primeiro remédio tem que procurar conter seu corpo físico: não ficar passeando de um lado para outro, torcendo as mãos, esmurrando a mesa, isto não é proprio de um lider.
    Meu amigo! você já pensou, como seria o mundo? Se a humanidade seguisse os ensinamentos do nosso Lider Supremo.
    Mais uma vez um abraço e um Feliz Natal para todos.

  • em
    Permalink

    Muito bom meu amigo Dias! Gostei muito destas palavras, estão bem completas e falam muito sobre as características de uma boa Liderança: justa, perfeita, sábia, empática, equitativa, com retidão, bom exemplo, serenidade e mansidão, entre tantas outras características que posso enfatizar lembradas neste texto.

    Quanto ao maior exemplo de liderança, que para o Cristão é o próprio Jesus, não há dúvidas meu amigo, se o mundo seguisse os exemplos do Líder Supremo o mundo seria outro, principalmente o mundo ocidental onde está concentrada a imensa maioria dos Cristãos, pena que nem mesmo os Cristãos ocidentais seguem os ensinamentos do mestre. Como querer que os não cristãos o façam?

    Abraços do Benito Pepe

  • em
    Permalink

    Faço parte de quadro funcional, onde parte dos colegas vive buscando espaço e poder. Recentemente, nosso sindicato, sofreu uma derrota, que será inesquecível: os líderes do movimento tiveram a “brilhante” ideia de recusar o aumento salarial em parcela, para exigir a mudança de diretores. Proposta aceita imediatamente pelo Governo. Ocorre que o novo dirigente começou bonzinho, amigo, democrático. Depois, começou a perseguir, a punir e por fim, não mudou nada! Já fui o líder da categoria e em decorrência da decisão da maioria, deixei a diretoria que ocupava. Hoje vários colegas pedem para que eu retome a direção do sindicato. Estou com dúvidas. Pois, quando exerci o mandato, deixei minha família, deixei outros afazeres e hoje não tenho mais áquela vontade. Como devo agir? E parabéns !!!

  • em
    Permalink

    Olá José Williams, obrigado pelo questionamento e comentário. Quando temos decisões que julgamos difíceis e que a razão não suporta decidir sozinha, precisamos utilizarmo-nos do maior poder do homem: o coração. Meça todo o lado racional. Veja o que é melhor pra você, para sua família, para sua missão profissional e para todos os teus colegas, veja os prós e os contras, e por fim decida por aquilo que te dará mais alegria e felicidade! É importante também não esquecer que todos nós temos algo a fazer em prol de uma maioria. Esta é a verdadeira missão de um líder. E aquilo que fazemos com amor, fazemos bem feito e nos realiza, ainda que nos dê muito trabalho, tribulações, adversidades etc. A Vida muitas vezes é mais forte do que nossas vontades. Pense, analise, medite e por fim decida com o Coração e em Sintonia com a Razão.

    Esteja em sintonia com tuas três Inteligências, veja este meu texto >> http://www.benitopepe.com.br/2008/12/05/inteligencias-aplicadas-no-ambiente-de-trabalho/

    Abraços do Benito Pepe

  • em
    Permalink

    Obrigado Tania! Esteja à vontade para comentar os meus textos. Seja bem vinda!
    Abraços do Benito Pepe

  • em
    Permalink

    muito obrigado,seu texto me ajudou muito sou aluna do 1° semestre de adm .

  • em
    Permalink

    Ok Elizia, fico feliz com isso e por sua gratidão!
    Abraços, Benito Pepe

  • em
    Permalink

    Obrigado pelas dicas Benito,vou usar num papper que estou montando.
    Grande!!!Forte!!!Abraço!!!

  • em
    Permalink

    Ok Paulo Veiga! Espero que tenha um ótimo trabalho e grande apresentação!

    Abraço, Benito Pepe

  • em
    Permalink

    Muito informativo o texto, Benito. Obrigado, pois essas informações me ajudaram bastante.
    Parabéns!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.