As Relações no trabalho e os fatores que Influenciam reciprocamente nos ambientes, tanto o Social como o Físico.


3.5. Relações Interpessoais e Qualidade de Vida no Trabalho

Como se viu em tópicos anteriores, as pessoas são produtos do meio em que vivem, tem emoções, sentimentos e agem de acordo com o conjunto que as cercam, seja o espaço físico ou social.

Precisamos relembrar que da mesma forma que somos influenciados pelo ambiente também influímos no ambiente, desta maneira a nossa relação interpessoal pode ser um fator de agradável bem estar em nossos ambientes, e no caso específico das pequenas empresas podemos observar que muitas das pessoas que ali trabalham a possuem verdadeiramente como o principal ambiente em suas vidas, seja porque passam muitas horas neste ambiente, seja por não poder usufruir outros ambientes por questões de tempo ou financeiras.
Como diz Bom Sucesso (1997)

 

A valorização do ser humano, a preocupação com sentimentos e emoções, e com a qualidade de vida são fatores que fazem a diferença. O trabalho é a forma como o homem, por um lado, interage e transforma o meio ambiente, assegurando a sobrevivência, e, por outro, estabelece relações interpessoais, que teoricamente serviriam para reforçar a sua identidade e o senso de contribuição. Pessoas pouco estimadas no lar têm, às vezes, afeto e reconhecimento na organização. (p.36).

Desta forma se verifica, principalmente nas pequenas empresas, que se estende, a idéia de empresa familiar para os demais colaboradores, onde as empresas que possuem condições de dar estabilidade e uma equipe coesa e amável sempre podem contar com a chefia quando necessário para uma ajuda extra por exemplo, seja de ordem financeira ou de tempo fora da empresa, sem a necessidade de avisos remotamente antecipados.

Quando analisamos as questões que facilitam as relações interpessoais nas pequenas empresas, notamos que quanto ao grau de informalidade e estimulo à criatividade nestes ambientes de trabalho, a maioria o consideram bons e ótimos. Desta forma facilita-se uma interação e uma comunicação mais eficiente corre dentro da empresa e é transmitida para a clientela externa.
Podemos considerar as relações interpessoais como um tipo de inteligência humana, falaremos mais à frente das inteligências humanas, como comenta Goleman (1995) a inteligência interpessoal pode ser desdobrada em quatro aptidões distintas: liderança, capacidade de manter relações e conservar amigos, além de resolver conflitos.3.6. Fatores Intrapessoais e a Qualidade de vida no Trabalho

Cada pessoa tem uma história de vida, uma maneira de pensar a vida, uma maneira de viver a vida e assim também o trabalho é visto de sua forma especial e particular. Há pessoas mais dispostas a ouvir, outras nem tanto, há pessoas que se interessam em aprender constantemente e o conhecimento é uma constante em sua vida, outras não. Enfim as pessoas tem objetivos diferenciados e nesta situação muitas vezes priorizam o que melhor lhes convém e às vezes estará em conflito com a própria empresa. Isto de fato é notável nas diversas empresas.Como observado por Bom Sucesso (1997)

O auto conhecimento e o conhecimento do outro são componentes essenciais na compreensão de como a pessoa atua no trabalho, dificultando ou facilitando as relações. Dentre as dificuldades mais observadas, destacam-se: falta de objetivos pessoais, dificuldade em priorizar, dificuldade em ouvir. (p.38).

Notamos que esta afirmação é verdadeira, muitos destes funcionários em pequenas empresas dificilmente buscam o seu aprimoramento profissional, e foram honestos ao responder o questionário dizendo: “não busco este aprimoramento, mas pretendo faze-lo”; “procuro aprender com quem sabe”; “é um defeito que devo corrigir sou muito preguiçoso”;
Outros poucos afirmam que “buscam seu aprimoramento profissional agindo com humildade e ajudando aos outros, exercitando humanidade”;
Foi também observado que embora não se busque muito o seu aprimoramento profissional, ao menos uma boa parte demonstrou a vontade em faze-lo.
É bom lembrar também que o ser humano é individual, é único e que, portanto também reage de forma única e individual a situações semelhantes. Desta forma embora a empresa deva cumprir com o seu papel propiciando tais condições, estes valores são mais intrínsecos e intrapessoais, Comenta Bom Sucesso.
No cenário idealizado de pleno emprego, mesmo de ótimas condições financeiras, conforto e segurança, alguns trabalhadores ainda estarão tomados pelo sofrimento emocional. Outros, necessitados, cavando o alimento diário com esforço excessivo, ainda assim se declaram felizes, esperançosos.(p.176).

Como pude observar pelo tempo que tenho de empresário, e pelos muitos funcionários que já passaram por minhas empresas, essa afirmação de Bom Sucesso é absolutamente verdadeira. Entre tantos outros, tenho um exemplo de um ex-funcionário e atual amigo chamado Antonio e que carinhosamente chamamos Toinho, que jamais vou esquecer.
O Camarada trabalhava comigo como auxiliar de serviços gerais especificamente limpeza dos automóveis e da loja. Era um sujeito que vivia sozinho em uma casa de um único cômodo, um quarto, na baixado fluminense, em local paupérrimo. Ganhava apenas um pouco mais de um salário mínimo e uma comissão que pagamos pelo total dos carros vendidos pela loja. Não era um salário miserável, mas era o menor dentro da empresa.
Ocorre que este funcionário normalmente era o mais alegre e feliz na empresa, vez em quando vinha em meu escritório e conversávamos sobre os mais diversos assuntos, ele se interessava em assistir programas de TV de entrevistas, como Jô Soares e outros afins. Talvez por isso tinha sempre assunto para tudo, vivia lendo livros e se interessava em ouvir para aprender mais e mais, mesmo depois do horário de trabalho ou em algum local em que nos encontrássemos fora da empresa.
Um certo dia, depois de sair de uma festa, um grupo de bandidos, o cercou e deram tanta pancada no Toinho, mas tanta pancada que ele teve que ficar no hospital por vários meses, o resultado foi que ele não teve mais condições de trabalhar e por isso está aposentado. Ele continua nos visitando e aprendendo e logicamente nos ensinando muito.
Com certeza eu aprendo mais com ele do que ele comigo. Eu aprendo que a verdadeira alegria não depende só de fatores externos, mas sim de fatores e valores que temos dentro do nosso ser, são valores intrapessoais que ninguém pode tirar ou por dentro de nós. O Toinho não pode mais trabalhar, ficou com problemas de coordenação motora, caminha com dificuldade, está até gordinho (ele tinha um corpo atlético), mas continua com uma alegria interior inexplicável.
Hoje, como antes já ocorria, ele continua trazendo seus amigos que vem em nossa empresa nos conhecer e compram automóveis conosco. Por este exemplo, e por tantos outros que poderia dar, acredito que o marketing interno está também ligado ao coração de cada indivíduo, de nada valerá um excelente trabalho, se não tivermos pessoas aptas a ouvir e a buscar o crescimento pessoal desenvolvendo valores intrapessoais através do autoconhecimento.Existem alguns pontos relacionados à inteligência no trabalho, para isso leia minha postagem: Inteligências Aplicadas no Ambiente de Trabalho

Abraços do Benito Pepe

Próximo tópico: De quem é a responsabilidade pela qualidade de Vida no ambiente de trabalho e; Conclusão deste Texto.

Bibliografia e Referências bibliográficas

Benito Pepe

Benito Pepe: Empresário há mais de 30 anos, Administrador, Filósofo, Astrônomo Amador, Colunista, Palestrante, Instrutor e Professor Universitário. Tem formação acadêmica na área de Administração com pós-graduações em: Administração estratégica de empresas; Marketing; Filosofia Contemporânea; e Filosofia Antiga. Publica Aqui, seus textos sobre Filosofia, Astronomia, Administração, Marketing, Religião, Assuntos da Atualidade, além de um Papo geral.

8 comentários em “As Relações no trabalho e os fatores que Influenciam reciprocamente nos ambientes, tanto o Social como o Físico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.