Feliz Semana Santa! Feliz Páscoa! Mas o que é a Páscoa?

O texto: “Mas o que é Páscoa?” eu publique originalmente no Site Planetanews.com em 2003. Desde então ele sempre foi um campeão de visitas durante a quaresma, Semana Santa e Páscoa. Foi copiado e publicado em inúmeros sites pela Internet. Agora eu o publico aqui e no final deste texto indico alguns links para outros artigos que escrevi falando sobre esse tema, faço um compêndio desses artigos sobre a Páscoa, Semana Santa, e datas relacionadas. Veja os links e um resumo de cada artigo, o que ele trata e qual a sua relação com os outros textos.

 

Mas O que é Páscoa?

Legal que muitos de nós fiquemos felizes com a Semana Santa, com a Páscoa, momentos de nos confraternizar, nos alegrar, de dar e receber ovos de Páscoa… Mas porquê isto? Bem! Para quem ao menos gosta da História e da essência dos fatos e atos ocorridos, vale continuar a leitura.

Já há alguns milênios (3,5) os Judeus já comemoravam a Páscoa. Mas como? Jesus Cristo não havia nem mesmo nascido! É verdade! No início, as comemorações da Páscoa já eram nesta época do ano: Março, Abril (primavera no hemisfério norte) eram para comemorar as colheitas. Era, portanto, a festa das colheitas. A alegria de festejar e “bebemorar” com o sucesso de um período trabalhado e seus frutos (na verdade a festa da colheita era 50 dias após a páscoa).

Muito bem! Mas os nossos Pais religiosos, os Judeus, foram escravizados no Egito (Império naquela época). Ficaram como escravos muitos anos… Até que, com ajuda de Deus, conseguiram sair da escravidão e voltar à terra prometida e foi o que ocorreu por coincidência ou projeto Divino também nesta mesma época da Páscoa e, assim, então, a comemoração dos Judeus passou a ser a da Passagem, do Êxodo, da libertação da terra do Egito.

E agora onde está a Páscoa Cristã? A nossa Páscoa, que é, sem dúvida, a maior Festa e a maior comemoração de todas as festas cristãs, está exatamente neste mesmo período do ano, pois mais uma vez por coincidência ou não ocorre também nesta época.

O Verbo que era a palavra se fez carne e veio habitar entre nós e após um período aqui na terra nos mostrou que nós também somos eternos, pois o que vivemos é uma Páscoa, ou seja, em Hebreu Páscoa quer dizer PASSAGEM assim sendo, Jesus o Cristo, nos mostrou que aqui é apenas um local de passagem e acima de tudo de aprendizagem. Portanto o mais importante não é o que construímos materialmente, mas, sim, o que construímos espiritualmente. Jesus, após ser crucificado e morto (na época da festa da Páscoa judaica, pois ele havia ido até Jerusalém para as comemorações – ele também era Judeu), ele ressuscita no 3º dia e aparece aos seus discípulos algumas vezes.

Portanto nós, os Cristãos, comemoramos esta época do ano como a maior de todas as festas, assim, ela é mais importante que o próprio Natal (Nascimento de Jesus). Apesar de o Calendário Gregoriano contar os anos do nascimento de Cristo, na verdade nós estamos há uns 1970 anos de comemorações de Páscoas Cristãs.

E para quê os Ovos, os coelhos…? O raciocínio é sempre lógico como também muitas vezes é a Fé! Como foi aprendido que a verdadeira Vida é após esta Páscoa (Passagem) assim sendo temos que comemorar a Vida e o que é melhor para simbolizar a vida do que o ovo! E o coelho, é lógico. Como o bichinho procria, não é mesmo? Bem, devemos lembrar também que os fatos e símbolos foram incididos em outro mundo – o chamado mundo velho (berço da humanidade) – e com suas culturas, portanto também é interessante relembrar que tudo em História se deve contemporizar.

A passagem por esta terra, por este planeta, é o que temos consciência neste momento, quanto ao futuro temos a esperança. Páscoa, portanto, é a passagem, mas não a passagem desta vida para outra, mas de toda a passagem por esta vida, com todos os seus anos de conhecimentos, aprendizagens, vivências e experiências. Portanto, a Páscoa é, em suma, a comemoração da VIDA!

Feliz páscoa para você!

 O que é Páscoa? Qual a Origem da Páscoa?

Neste texto eu falo sobre a Páscoa, Quaresma, Semana Santa, como surgiu a festa da páscoa judaica e a cristã, o que significam os símbolos da páscoa, o pentecoste entre outros temas…

 Páscoa é renascer, é Vida Nova! É Passagem.

Aqui procuro resgatar o sentido espiritual da páscoa, enfatizando o viés vertical – homem-céu – e abdicando do sentido puramente secular ou pagão da festa, ou seja, a sua horizontalidade…

 Carnaval, quando é? Como é definida essa data? Por que surgiu o Carnaval?

Como é definida a data do carnaval, veremos que a data tem a ver com a data da páscoa. Lembramos a questão astronômica da Lua cheia e a Páscoa, os 40 dias da quaresma…

 O que é carnaval? Qual a Origem do Carnaval?

Uma história do carnaval, sua relação com a data da páscoa, onde e como surgiu o carnaval, o carnaval nas diversas épocas da história desde sua origem no renascimento e em tempos modernos, o carnaval no Brasil, o carnaval carioca, sociedades carnavalescas, escolas de samba…

 Abraços do Benito Pepe

Benito Pepe

Benito Pepe: Empresário por 30 anos, Administrador, Filósofo, Astrônomo Amador, Colunista, Palestrante, Instrutor e Professor Universitário. Tem formação acadêmica na área de Administração com pós-graduações em: Administração estratégica de empresas; Marketing; Filosofia Contemporânea; e Filosofia Antiga. Publica Aqui, seus textos sobre Filosofia, Astronomia, Administração, Marketing, Religião, Assuntos da Atualidade, além de um Papo geral.

7 comentários em “Feliz Semana Santa! Feliz Páscoa! Mas o que é a Páscoa?

  • em
    Permalink

    É meu amigo !
    A Páscoa sendo uma festa milenar e uma tradição, logicamente que devemos comemorar e nos confraternizar com trocas de óvos de Páscoa (chocolate) e frazes de Feliz Páscoa, como em Hebreu Páscoa quer dizer passagem, comemora-se coincidêntemente o fim da passagem carnal do Senhor Jesus o Cristo, por este planeta o qual ressucitou no Domingo de Páscoa.
    Agora eu te pergunto,? Porque só na Sexta Feira chamada Santa, a humanidade desperta do seu sono profundo para lembrar de um jovem Judeu que durante toda sua vida pregou o Amor, Paz e Fraternidade nos 33 anos da sua passagem por este planeta. Ele tinha o poder de ser o maior rei, no entanto preferiu ser chamado de mestre,por ser sua profissão carpinteiro, quando construía suas obras à golpes de formão e enchó.
    Na sua última ceia na sexta feira chamada santa, estava ele sentado à mesa, no meio de 12 homens seis de cada lado, entre aqueles homens que juravam fidelidade ao seu Mestre encontravam-se um traidor que lhe vendeu por doze dinheiros, um covarde que lhe negou três vezes, um hipócrita que só veio acreditar que ele havia ressucitado depois que lhe tocou às feridas que os cravos com que foi pregados aos madeiros deixaram em suas mãos.
    Veja bem ! se aquelas pessoas que o seguia,e viam as maravilhas que ele, Jesus fazia, trocaram-no por um facínora chamado (Barrabrás) para
    morrer na cruz no monte gólgota.
    E tú, Gigante crucificado, que olhas do alto do Gólgota as caravans dos séculos, que ouves o barulho dos povos, que compreende o sonho da eternidade, tú és, sôbre tua cruz manchada de sangue, mais majestoso e mais soberbo que mil reis, com mil tronos e mil reinados. E tú és, entre a agonia e a morte, mais poderoso e mais temível que mil generais, com mil exércitos e mil troféus.
    Tú és na tua melancolia, mais alegre que a primavera com suas flôres. Tú és, nas tuas dores, mais sereno que os anjos em seu paraiso. Tú és, na mão do carrascos, mais livre que a luz do sol.
    A coroa de espinhos em tua cabeça é mais formosa e mais augusta que a coroa de Buhram, o prego na palma de tua mão é mais imponente que o cetro de Muchtary. E as gôtas de sangue que correm em teus pés são mais brilhantes que as jóias de Astarté.
    Perdoa, pois a êsses fracos que se lamentam sôbre ti, em vez de se lamentarem sôbre sí mesmos; perdoa-lhes porque não sabem que vencestes a morte pela morte, e deste a vida aos que estão nos túmulos.
    Eu te pergunto meu irmão? Porque a humanidade na Sexta Feira chamada Santa sentam-se a mesa para beber e comer, quando milhões de irmãos dariam tudo para ter, pelo menos ás sobras ou restos que seriam atirados aos cães, no final da festa, quando a humanidade desperta do seu profundo sono, não lembra-se o que comemorou.
    É meu camarada, a vida tem que continuar, e uma Feliz Páscoa para voce e todos a que este comentário lerem.

  • em
    Permalink

    Olha querido JM Dias, você pergunta: “Porque só na Sexta Feira chamada Santa, a humanidade desperta do seu sono profundo para lembrar de um jovem Judeu….” O problema é que nem nesse dia há pessoas lembrando deste fato e deste grande Mestre, infelizmente a festa está cada vez mais pagã e menos cristã…

    Uma pequena correção: a santa ceia deve ter sido antes da 6ª feira (que foi o dia da crucifixão), portanto na 5ª feira, que é quando temos a famosa missa do “lava pés” lembrando o ato de Jesus lavar os pés dos apóstolos mostrando humildade e exemplo para eles.

    No mais, parabéns pelo poético e completo comentário!

    Abraços do Benito Pepe

  • em
    Permalink

    páscoa… ( passagem ) quando os hebreus passaram do egito para a terra prometida, atravessando o mar vermelho. também páscoa : passagem de cristo, da vida para morte. simplismente passagem. o resto é condicionamento mental, para colocar os homens em estado de servo ou escravo, como quizer.

  • em
    Permalink

    Olá Denilson, obrigado pelo comentário, Páscoa é passagem mesmo! È passagem da vida para a morte como você lembra, mas também e principalmente é passagem da morte para a Vida. Aliás para quem crê a morte também é apenas uma passagem…

    Abraços, Benito Pepe

  • Pingback:Veja alguns Destaques das 200 publicações. Parabéns ao Site: Benito Pepe! | Benito Pepe - Palestras, Treinamento de Equipes e Cursos

  • em
    Permalink

    Olá meu camarada! Mais uma vez aproxima-se uma Sexta-Feira chamada santa, quando milhões de “coelhos” despejam toneladas e mais toneladas de ovos de chocolates nas prateleiras e balcões, da vida, a serem vendidos a preços absurdos, longe, mas muito longe mesmo, do poder aquisitivo de pessoas carentes, que ao invés de ovo de chocolate preferem um pedaço de pão, mesmo que seja duro, pra saciar sua fome e dos seus entes queridos. As religiões apregoam aos quatros ventos, que nesta semana comemora-se a ultima ceia, morte e ressurreição do nosso Divino Mestre, mas comemora-se como? Com fartos banquetes regados à finas bebidas, e depois de se fartarem e se embriagarem, dormem profundamente, e quando despertam no dia seguinte, se você perguntar quem veio ao mundo para salvar seus pecados, tranqüilamente iram nos dizer que não é um pecador, pois não fazem nada de errado. É meu camarada! A humanidade vai comemorar 1979 anos em que um jovem judeu de trinta e três anos, foi trocado por um facínora, e condenado a morrer pregado em dois madeiros no alto do monte do Golgota, depois de ter sido açoitado, escarnecido e violentamente destratado por uma humanidade que assistiu somente, fazer o bem ao seu próximo, e só recebeu violência em troca. Não meu amigo, jamais vou fazer parte desta confraria, pois para mim a única data que merece uma celebração,é exatamente o Domingo de Páscoa, pois foi quando o Mestre dos Mestre Ressuscitou tornando para a casa do Pai. O que eu quero dizer meu caro, é que as contradições do mundo incoerente em que vivemos continuará o seu curso enquanto Jesus não voltar, e com certezas muitas outras semanas chamadas santa virão acontecer através dos tempos. E como bom amigo desejo-lhes para você e todos da família Pepe, um Feliz Domingo de Páscoa.

  • em
    Permalink

    Valeu meu caro JM Dias, Feliz Domingo de Páscoa pra você também. Abraços do Benito Pepe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.