Platão e o Céu

Obras de Platão

Continuando o texto: “Platão uma Visão geral de sua obra e doutrina”

 As Obras de Platão se caracterizam claramente como uma preocupação com a Ciência (“o conhecimento verdadeiro e legitimo”), além da Moral e da Política. Platão conclui que o Conhecimento (o saber) se identifica com o bem.

Diferentemente de Aristóteles cuja principal parte de suas obras mantidas para a posteridade foram as obras esotéricas (ou seja, os escritos para dentro do Liceu, isto é, para os estudos dos seus discípulos); de maneira diversa as obras de Platão mantidas foram exatamente as publicadas para o público em geral, ou seja, as obras exotéricas, as obras para fora da Academia.

A obra de Platão foi escrita na forma de diálogos, com exceção da Apologia de Sócrates. Um dos sinais do prestígio do filósofo é o fato de seus textos terem sido conservados quase na totalidade. Entretanto, foram-lhe atribuídos diversos escritos que hoje são considerados espúrios. Conquanto não exista unanimidade total entre os especialistas, o emprego de critérios estilísticos e conceituais, em particular os referentes à evolução do pensamento platônico, permitiu estabelecer, em linhas gerais, uma ordenação de seu trabalho na seguinte “ordem cronológica”, observe que alguns diálogos aparecem em fases distintas, isso demonstra a dúvida quanto a esta classificação:

(1) Diálogos socráticos ou de juventude

Nestes diálogos  a figura e a doutrina de Sócrates ocupam lugar de destaque, lembrando que Sócrates é morto em 399 a.C., quando Platão tinha 30 anos de idade. Assim estes diálogos socráticos parecem refletir o pensamento do mestre de Platão ou seja do próprio Sócrates, mas há controvérsias nessa avaliação. Estes diálogos socráticos terminam em aporia ou seja terminam sem conclusão, sem solução ao “problema” levantado e Sócrates apesar de questionar seus interlocutores sobre por exemplo, o que é a moral, a coragem ou a piedade,   ele (Sócrates) mostra ao seu interlocutor que ele (o interlocutor) pensava que sabia a resposta mas que na verdade não sabe, entretanto Sócrates deixa claro que também ele não a sabe, dessa maneira Sócrates faz com que seus interlocutores fiquem espantados ao perceberem que não sabem o que pensavam saber.

Estes são diálogos socráticos:  Apologia de Sócrates; Protágoras; Trasímaco; Críton, ou sobre o dever; Íon ou sobre a Ilíada; Laques, ou sobre a coragem; Lísis, ou sobre a amizade; Cármides, ou sobre a moderação; Eutífron, ou sobre a piedade e os dois Hípias o menor, ou sobre a falsidade e o Hípias maior ou sobre a beleza, embora a autenticidade do Hípias maior seja discutida por alguns autores.

(2) Diálogos da fase intermediária

É nessa fase que ocorre a primeira viagem à Sicília (hoje sul da Itália) entre 389-388 a.C, e a Academia é fundada logo depois em 387 a.C

Temos como diálogos dessa fase: Protágoras, ou sobre os sofistas; Górgias, ou sobre a retórica; Menexeno, ou Oração fúnebre; Eutidemo. O Banquete (symposium), ou sobre o bem; Fédon, ou sobre o amor; Ménon, ou sobre a virtude; A república (politeia) ou sobre a justiça; Fedro, ou sobre a alma.

(3) Diálogos construtivos ou da maturidade:

Górgias, Ménon, Eutidemo, Crátilo, Menéxeno (nem sempre aceito), O banquete, A república, Fédon e Fedro. Nos quatro últimos, a teoria das idéias aparece exposta em sua forma mais característica.

(4) Diálogos tardios, ou da Velhice

Grupo que, iniciado com Teeteto, inclui os escritos elaborados durante a velhice de Platão e nos quais ele faz a “revisão crítica da teoria das ideias”: Parmênides, Sofista, Filebo, Político, Timeu, Crítias e as leis.

(5) Diálogos da fase final

Timeu, ou sobre a natureza; Crítias, ou sobre a Atlântida; As leis (Nomoi); Epinomis.

Além dos textos, há uma série de cartas, das quais duas são tidas como autênticas.

Abraço do Benito Pepe

Espero que tenha apreciado algumas das Obras de Platão.

No próximo tópico falamos um pouco da Doutrina de Platão.

Veja também:

Outra forma da divisão das Obras de Platão e um  Pequeno Comentário

Deixe seu comentário…

5 1 Vote!
Article Rating
Se inscreva
Avise-me de

24 Comentários
Mais antigo
Mais novo Mais votado
Feedbacks em Linha
Ver Todos os Comentários

[…] Currículo Platão, uma visão geral de sua obra e doutrina Obras de Platão […]

[…] comerciais Feed – Benito PepeGripe Suína, ou Influenza A (H1N1)A Doutrina de PlatãoObras de PlatãoPequena Biografia de PlatãoPlatão, uma visão geral de sua obra e doutrinaO Que é a Felicidade?O […]

13 anos atrás

nem sempre vc sabe de tudo ne

Benito Pepe
13 anos atrás

Olá “Anônimo” nem eu e nenhum mortal neste Planeta sabe de tudo hehehhe. Não é possível saber de tudo, ninguém sabe de tudo, o máximo que conseguimos é saber um pouco de cada coisa, outros preferem saber muito de poucas coisas e assim por diante.

Abraços do Benito Pepe

Mizaiane Silva
13 anos atrás

Oii , eu gostaria que voçe me fala-se a Conclusão de tudo de Platão por favor , é para um trabalho para minha escola :]

24
0
Deixe seu Comentário...x
Rolar para cima