Novo Auxílio Emergencial e as Empresas

Foi definido mais um Auxílio Emergencial devido a continuação da pandemia e a consequente dificuldade de o povo conseguir Renda. Sem dúvida estamos passando por um problema ímpar na história da humanidade e há muito tempo que a humanidade não vivia uma pandemia de tão grande magnitude. E como ficam as Empresas e as condições de trabalho neste contexto? Estes são assuntos abordados em: Novo Auxílio Emergencial e as Empresas.

O novo auxílio emergencial também influencia positivamente as empresas, pelo menos de maneira imediata; mas vamos falar primeiro de como deve ser este novo auxílio emergencial e depois falamos das empresas, das pandemias e o resultado presente e futuro.

O Novo Auxílio Emergencial

O novo auxílio deve ter 4 parcelas de R$ 250,00 cada uma, totalizando, portanto, Hum mil reais em 4 meses, a começar a primeira, se tudo der certo já para Março de 2021 e findando em Junho de 2021. Estes valores injetarão na Economia cerca de 30 Bilhões de Reais, valor este que, além de ajudar a população, agita e faz circular um pouco de riqueza na economia.

Claro que não é tanto quanto o necessário, mas melhor do que nada, e além do mais 30 bilhões, São Trinta Bilhões, não é mesmo? E esta importância monetária, como eu dizia, além de ajudar um pouco ao povo brasileiro, fará com que tenhamos menos problemas nas empresas que direta ou indiretamente dependem do consumo deste povo em questão.

Com essa “grana” o povo pode pagar seu gás, comprar um pouco de feijão e arroz, e juntando com alguma outra “merreca”, sobrevive aos “trancos e barrancos”. E as empresas que vendem o gás, do exemplo que dei ou o Feijão e o Arroz, vão girando a economia que tem supermercados, logística etc. envolvidos neste processo.

Resultados positivos do primeiro Auxílio Emergencial

Tivemos como exemplo, quando do primeiro auxílio emergencial, que o resultado na economia foi muito positivo e que se não houvesse aquele auxílio emergencial, além do povo sofrer mais, as empresas também teriam sofrido mais, portanto o Novo Auxílio Emergencial influirá também nas Empresas positivamente, pelo menos de maneira mais imediata. E depois?

As pandemias que a humanidade já passou foram muitas, eu falo um pouco sobre este assunto neste outro texto O que aprendemos com as pandemias? Aí eu falo não só de algumas pandemias passadas, mas também tento mostrar e questionar o que a humanidade aprendeu naquelas pandemias e o que estamos aprendendo nesta do Novo Corona, da Covid-19, esta é uma interrogação e ainda não sabemos o que poderá ocorrer.

Quanto ao passado já sabemos algo pela história, como narro no texto mencionado acima. A questão é que no passado não tínhamos a economia que temos neste mundo globalizado e capitalista de nossos tempos. Naquela época tivemos problemas diferentes e condições de os tentar tratar também de maneiras muito diferentes, por exemplo, para se conseguir ajuda da ciência era algo muito remoto e difícil, as vacinas só vieram quando já havia morrido bilhões de pessoas e a pandemia já tinha acabado.

Esperanças à Vista

Hoje pelo menos, Já Temos Vacinas e agora estão vindo em tempo recorde o que nunca tinha se pensado que poderia ocorrer, pois em menos de um ano do início desta pandemia já tínhamos a vacina, ou melhor as vacinas, pois são várias surgindo a todo momento. A propósito a pergunta: Quando começa a Vacinação no Brasil? Já foi respondida, porque já começou o processo de vacinação no Brasil e pelo mundo a fora, ainda que bem devagar, mas já estamos no caminho.

Por fim… e quanto as Empresas?

Duas mãos seguram um globo terrestre que está com uma Máscara protetora, a proteção contra a Covid19.

Como eu dizia a situação é muito diferente em nosso mundo contemporâneo; após a revolução industrial e principalmente nos meados do século XXI (21) tivemos uma proliferação de empresas de todos os tipos imagináveis e inimagináveis, principalmente com o desenvolvimento da informática e da Internet algo realmente incrível ocorre no Planeta e com a humanidade.

Saímos totalmente das empresas rudimentares e entramos na robótica e na quarta revolução industrial; agora não se precisa mais trabalhar como outrora, podemos trabalhar à distância no chamado home office, e com esta pandemia atual, certamente se apressa o processo de mudanças nesta área tecnológica e nas maneiras de se trabalhar.

O problema pode vir depois.

Como eu dizia os resultados foram positivos com o primeiro auxílio emergencial e provavelmente também o serão com esta segunda temporada que se dá com este Novo Auxílio Emergencial. E as Empresas, como ficarão?

Então, em um primeiro momento é benéfico e necessário para todos, mas o problema deve vir na economia mais à frente, pois teremos que pagar estas contas. Alguma dificuldade pode ocorrer na economia. Lembre-se que a economia é bem parecida como uma família, aliás o mercado é formado pelo conjunto de famílias que trabalham e consomem.

Bem, no exemplo de uma família, quando essa família precisa pagar suas contas e não tem renda o que ela faz? Usa sua poupança quando tem, não é mesmo?  Pode vender algum de seu patrimônio; e por fim pode se endividar, e como os países são como uma grande família é isso que eles estão fazendo, cada um de acordo com a sua realidade, mas depois sabemos… todos temos que pagar as contas. Apesar de tudo não podemos terminar este texto assim…

Um pouco de otimismo!

Eu sou otimista e acredito que as situações se reorganizam e que no fim conseguimos seguir em frente, e claro que com novos aprendizados, novas reflexões, e novos valores em todos os sentidos.

Da mesma maneira que uma família “dá a volta por cima” o Brasil “dará a volta por cima”. E isso já ocorreu em várias outras ocasiões, somos resilientes e “sacudiremos a poeira”, seguiremos em frente. O Brasil e nossa nação é maior do que todas as dificuldades que já passamos, e esta será mais uma a ser vencida, mas É Preciso Viver com Mais Calma, e tudo passará!

Você mesmo que lê este texto, já deve ter passado por várias dificuldades em sua vida ou em sua empresa, não é mesmo? Eu passei muitas, muitas, mesmo! E graças à Deus estamos aqui para contar essa história, Eu você, as Empresas, o País vamos vencer mais esta, mas tenhamos calma, precisa ser sem pressa…

Bem, Gostou do texto? Então Agora é com você! Contribua com um comentário geral ou respondendo a esta pergunta:

O que você achou do Novo Auxílio Emergencial? Deixe seus comentários…
1
Deixe seu comentário!x

Abraço, Benito Pepe

 

Benito Pepe

Administrador, Filósofo, Astrônomo Amador, Colunista, Palestrante, Instrutor e Professor Universitário. Tem formação acadêmica em: Administração de Empresas, com pós-graduações em: Administração estratégica de empresas; Marketing; Filosofia Contemporânea; e Filosofia Antiga. Publica seus textos sobre Filosofia, Astronomia, Administração, Marketing, Religião e Assuntos da Atualidade, além de um Papo geral.

5 1 Vote!
Article Rating
Se inscreva
Avise-me de
4 Comentários
Mais antigo
Mais novo Mais votado
Feedbacks em Linha
Ver Todos os Comentários
Ana Lúcia Santos Escarani
8 meses atrás

Olá professor, boa noite!
Na minha opinião a volta do auxílio emergencial se faz necessário pq a população está sem renda, sem o básico para sobrevivência e sem horizonte, pois a pandemia ainda não acabou e as dificuldades vem só aumentando. O valor pode ser baixo, se olharmos por um outro ângulo, mais irá ajudar e muito a quem precisa para pagar uma conta ou comprar o essencial como o arroz e o feijão, além de fazer a economia girar, irá reduzir o n° de desempregos e as empresas terão esperança quanto a seus resultados e terão que se reinventar para se adaptarem a essas mudanças que continuam existindo, entretanto essa circulação de moeda no mercado aquece a economia e a sustentabilidade das empresas.
Abraços!!

Roosevelt
8 meses atrás
Feedback no conteúdo do Post O que você achou do Novo Auxílio Emergencial? Deixe seus comentários..." Leia mais »

Bom! Nessa segunda rodada quem ganha bolsa familia não ganhar duas vezes vai ser a diferença que acho correto e também não vai dar para vários desoculpados não porque não tem emprego é porque não querem nada mesmo. E realmente vai dar mais uma injetada na economia, em relação as empresas eu acho que vai ter muitas empresas que vai pegar essa grana e vai decretar falência, se o governo não fizer alguma coisa para amarrar direitinho vai tomar calote.

4
0
Deixe seu Comentário...x
()
x