Férias em Marte?

Por Leandro Guedes (1)

Você já teve vontade de passar férias em Marte? Nessa época de fim de férias pode ser interessante pensar como seria viajar para outro planeta. Há vários anos paira no imaginário popular a possibilidade de viagens interplanetárias. Certamente, Marte será aquele que irá tirar do imaginário para a realidade o desejo humano de fazer viagens desse tipo.

Em 2004, o governo norte-americano estabeleceu algumas metas para a agência espacial americana, NASA (do inglês National Aeronautic and Space Administration). Dentre elas estava substituir o veículo conhecido como ônibus espacial por outro, batizado de Orion, mais seguro e capaz de levar humanos a vários objetos do Sistema Solar. Os planos são realizar o primeiro voo tripulado orbitando a Terra em 2014 e chegar a Marte por volta de 2037. Começam a sair do imaginário e ir oficialmente à prancheta de desenhos as viagens interplanetárias.

 

Mas existem alguns desafios imediatos. Minimizando o gasto de combustível, ida e volta a Marte pode demorar cerca de dois anos. A primeira preocupação é com a saúde, física e mental, da tripulação. Será necessário garantir a integridade mental da equipe, que deverá ser composta de quatro a seis astronautas, e estará confinada em um espaço com o tamanho de um apartamento grande. Por dois anos! Dentre os problemas físicos que podem surgir por todo esse tempo sem perceber a gravidade da mesma forma que na superfície terrestre, está a liberação excessiva de cálcio e enfraquecimento muscular, já que esqueleto e músculos não estão sustentando o peso do astronauta como na Terra. Uma forma de minimizar esse problema é fazer exercícios em equipamentos de musculação adaptados.

O material necessário para manter a tripulação por dois anos no espaço e alguns meses na superfície marciana é enorme. Provavelmente, uma parte será enviada em missões não tripuladas direto para Marte. O que será usado na viagem deverá ir para o espaço em sucessivos lançamentos, e tudo montado lá em cima. É a idéia da construção de uma estação espacial: levar partes e montar tudo como um quebra-cabeça. Mas, até hoje, essa idéia só foi aplicada duas vezes, nas estações espaciais MIR (“paz” ou “mundo” em russo) e ISS (do inglês International Space Station ).

Após as primeiras missões a Marte, vai levar algum tempo, para, talvez, serem promovidas viagens turísticas para lá, como existem passeios em órbita da Terra hoje. Quando acontecer, todos os desafios de hoje ficarão no passado. Chegaremos bem, e aí, é só aproveitar o lugar!

Se você quiser ir se preparando, pode passar alguns dias em um deserto terrestre. O deserto do Atacama, no Chile, é particularmente semelhante ao que os viajantes para Marte irão encontrar quando chegarem lá. Mas tem que ser lá bem no meio do deserto! Não vale ficar nas proximidades de alguma estrada em uma pousada. Lá no meio! Vendo apenas areia e pedras até o horizonte e só ouvindo o som do vento o tempo todo.

E aí? Ainda tem vontade de passar férias em Marte? Talvez seja possível um dia. Mas não me convide…

(1) Leandro Guedes, possui graduação em Astronomia pelo Observatório do Valongo / Universidade Federal do Rio de Janeiro (2003), graduação em Tecnólogo em Processamento de Dados – Faculdades Integradas Anglo-Americano (1996) e mestrado em Astronomia pelo Observatório do Valongo / Universidade Federal do Rio de Janeiro (2008). Atualmente é astrônomo da Fundação Planetário da Cidade do Rio de Janeiro. Tem experiência na área de Astronomia, com ênfase em Astronomia Extragaláctica, atuando principalmente nos seguintes temas: astronomia, astronomia extragaláctica, cosmologia, e educação. Possui experiência em divulgação de astronomia e educação informal praticada no Museu do Universo da Fundação Planetário da Cidade do Rio de Janeiro.

Abraços do Benito Pepe

Link Relacionado
A Astronomia, as “viagens espaciais” e o marketing dentro da Indústria Cultural (por Benito Pepe)Veja outros artigos de Astronomia por Benito Pepe no Menu deste Site.

Benito Pepe

Benito Pepe: Empresário há mais de 30 anos, Administrador, Filósofo, Astrônomo Amador, Colunista, Palestrante, Instrutor e Professor Universitário. Tem formação acadêmica na área de Administração com pós-graduações em: Administração estratégica de empresas; Marketing; Filosofia Contemporânea; e Filosofia Antiga. Publica Aqui, seus textos sobre Filosofia, Astronomia, Administração, Marketing, Religião, Assuntos da Atualidade, além de um Papo geral.

3 comentários em “Férias em Marte?

  • em
    Permalink

    Leandro, é uma das pessoas que eu aprecio muito. Lembro-me bem há alguns anos quando comecei a freqüentar o Planetário da Gávea, e encontrava em vez em quando com o Leandro nos telescópios mostrando o Céu para o publico ali presente, ele sempre muito simpático, atencioso e paciente com as inúmeras perguntas dos candidatos a iniciar no Maravilhoso mundo da Astronomia. Parabéns, amigo Leandro!!

    Abraços do Benito Pepe

  • em
    Permalink

    Meu caro Benito! O universo fascinante e maravilhoso deste aparelho natural chamado “cérebro” que foi servido ao humano, é a mais fantástica e extraordinária invenção do nosso Criador, com certeza ele deu ao humano o direito e o poder infinito de criação, inteligência e sabedoria, para buscar, desenvolver e explorar, tudo o que por Ele foi colocado nos universos cósmicos. O que eu quero dizer é que: assim como a milhares de anos atrás, os grandes pensadores jamais poderiam imaginar que um dia as pessoas poderiam se comunicar mundialmente através de um pequenino aparelho “celular”, e que milhões de átomos viajassem à uma velocidade extraordinária para uma comunicação através de mensagens via computador. Hoje é muito mais simples e fácil de acreditar que realmente o humano possa passar suas merecidas férias, depois de um ano de muito trabalho no planeta Marte. Quanto à adaptação na viagem, fica tranqüilo, que os caras dão um jeito, mesmo porque quando estas viagens forem programadas, com certeza as naves espaciais levarão o mesmo tempo que você levou quando foi passar suas férias na Calábria. Só lamento que quando chegar esta época, eu já tenha feito a minha viagem, para muito além dos marcianos. Daqui a uns cem anos, Marte é logo ali na esquina, é só fazer as malas pegar o busão e boas férias. E fica mais um abraço do seu amigo J.M.Dias .

  • em
    Permalink

    Quem sabe, não é mesmo meu amigo JM Dias!

    …só pra lembrar este texto é do meu amigo Leandro Guedes, astronomo do Planetário da Gavia no Rio de Janeiro.

    Abraços, Benito Pepe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.