Este texto é dividido em partes, esta é a primeira postagem, no final de cada postagem você encontrará um link para a seqüência do texto. Os assuntos apresentados são os seguintes: Comentários Iniciais; Obras e Doutrina de Aristóteles – uma introdução; A questão da Lógica e da Causalidade; Ética, Política e Poética; Física e Ciências Naturais; a Astronomia de Aristóteles; Metafísica; e o Cristianismo (o tomismo).

1.1 Comentários Iniciais

Pelo rigor de sua metodologia, pela amplitude dos campos em que atuou e por seu empenho em considerar todas as manifestações do conhecimento humano como ramos de um mesmo tronco, Aristóteles foi o primeiro pesquisador científico no sentido atual do termo.

Mais do que qualquer outro pensador, Aristóteles determinou a orientação e o conteúdo da história intelectual do Ocidente. Durante séculos seu sistema filosófico e científico mediou o pensamento Cristão e Islâmico, e até o fim do século XVII o mundo ocidental foi aristotélico, como veremos neste texto e especialmente no tópico “A Astronomia..”, através do sistema Geocêntrico, defendido por Aristóteles.

Aristóteles criou uma vastíssima ontologia, ou teoria da natureza e relações do ser, na qual as substâncias interagem de várias maneiras para produzir objetos que diferem em propriedades como quantidade, qualidade, tempo, posição e condição de ação. A partir dessa ontologia, Aristóteles desenvolveu uma “filosofia da natureza” em que a matéria sofre processos de mudança dinâmica e espontânea que são, por sua vez, mediados por princípios preexistentes de forma e estrutura.

Elaborou então uma hierarquia de existências que começam com os quatro corpos primários (terra, água, fogo, ar), os quais formam substâncias inorgânicas e, depois, os seres vivos: as plantas apresentam as funções de crescimento, nutrição e reprodução; os animais possuem, além dessas, as de sensação, desejo e locomoção; e os seres humanos, a faculdade da razão. Com sua “alma racional”, o homem pode exercer a suprema atividade, a obtenção do conhecimento.

Aristóteles nasceu em Estagira (donde ser dito “o Estagirita”), Macedônia, em 384 a.C. Isso pode parecer insignificante mas tem importância pelo fato de ele ser um “caipira”. Ele era de uma região agrícola, e não uma área portuária como Atenas. Aristóteles era de família de médicos, provavelmente por esse motivo grande parte de sua obra, sejam tratados de biologia.

Desde de jovem com 17 anos ingressa na Academia de Platão, e lá permanece por 20 anos, enquanto Platão viveu. Na Academia Aristóteles conheceu famosos cientistas entre eles o célebre Eudóxio.

Depois da Morte de Platão (seu grande mestre) sai de Atenas para onde regressa em 335. Quando volta a Atenas, funda o Liceu, “sua escola”, já com 50 anos de idade e tornado um pesquisador e filósofo maduro. Durante 13 anos dedicou-se ao ensino e à elaboração da maior parte de suas obras.

Aristóteles foi preceptor de Alexandre o Grande, o que lhe acarretou um certo problema com Atenas. Houve uma revolta contra os macedônios. Com a morte de Alexandre (323), Aristóteles teve de fugir à perseguição dos democratas atenienses, refugiando-se em Cálcide, na Eubéia, onde morreu em 322 a.C. no exílio.

Após a morte de Aristóteles, a escola peripatética (do grego peripatós = “passeio”, como também era chamado o Liceu pelo fato de Aristóteles ministrar seus ensinamentos passeando pelos jardins), dedicou-se a investigações científicas. A filosofia do Liceu foi retomada por discípulos como Teofrasto de Eresso e Eudemo de Rodes, que editou os escritos éticos do Corpus aristotelicum.

Depois da redescoberta e exegese das obras de Aristóteles por Andronico de Rodes, por volta do ano 50 a.C., o pensamento aristotélico foi objeto de muitas exposições e comentários no mundo greco-romano. Com a queda do Império Romano, as obras de Aristóteles se perderam no Ocidente, mas foram preservadas por sábios e exegetas árabes, siríacos e judeus, entre os quais há que destacar Avicena e Averroés.
Com efeito, entre os séculos IX e XIII, a filosofia islâmica fundou-se em várias interpretações do pensamento aristotélico. Os muçulmanos mantiveram vivo o legado de Aristóteles e o devolveram à Europa nos séculos XII e XIII, quando Tomás de Aquino faria do aristotelismo o alicerce filosófico da teologia cristã.
A força do aristotelismo declinou com a afirmação da ciência moderna, mas ainda afeta de modo sutil a orientação do pensamento ocidental. Na contemporaneidade, por exemplo, serviu de ponto de partida para a “psicologia descritiva” de Franz Brentano e contribuiu para a fenomenologia de Edmund Husserl. Reponta ainda no neotomismo.

Dá-se o nome de aristotelismo à atividade e ao pensamento das escolas filosóficas que se inspiraram na obra de Aristóteles. O Estagirita desenvolveu uma forma de raciocinar baseada no silogismo, pelo qual duas premissas básicas (a maior e a menor) levam a uma conclusão. Para definir essas premissas básicas, usou o raciocínio indutivo. Dominou um enorme volume de dados empíricos nas ciências naturais, e grande parte de seus textos são descritivos.

Nos próximos tópicos veremos: um pouco de sua Obra e Doutrina; Lógica; Metafísica; Ética e Política; Poética; Física e Ciências Naturais; a Astronomia de Aristóteles; e, o Cristianismo (o tomismo).

Abraços do

Benito Pepe

Bibliografia

Related posts:

  1. Platão, uma visão geral de sua obra e doutrina
  2. A Física e a Astronomia de Aristóteles – uma visão geral
  3. Renascimento uma Visão Geral
  4. Algumas das “obras” de Aristóteles: a questão da Lógica e da Causalidade
  5. Obras e doutrinas; de Aristóteles – uma introdução
  6. A Doutrina de Platão
  7. Ética, política e Poética – “Ciências Práticas” em Aristóteles
  8. A Física e a Astronomia de Aristóteles
  9. A Astronomia de Aristóteles
  10. A Física de Aristóteles

Tags: , , ,

6 Responses to “Aristóteles, uma Visão Geral de sua obra e "doutrina"”

  1. Obras e doutrinas; de Aristóteles – uma introdução Says:

    [...] Aristóteles, uma Visão Geral de sua obra e "doutrina" Algumas das “obras” de Aristóteles: a questão da Lógica e da [...]

  2. Algumas das “obras” de Aristóteles: a questão da Lógica e da Causalidade Says:

    [...] o texto: Aristóteles uma Visão Geral.. Aristóteles pode ser considerado o pai da Lógica no mundo ocidental. Nos primeiros séculos da [...]

  3. Ética, política e Poética – “Ciências Práticas” em Aristóteles Says:

    [...] Práticas” em Aristóteles Apostilas Filosofia, Filosofia Add comments Continuando o texto: Aristóteles uma Visão Geral… Como estamos vendo, Aristóteles versa em todas as áreas do conhecimento, mas diferentemente da [...]

  4. A Física e a Astronomia de Aristóteles – uma visão geral | Benito Pepe Says:

    [...] Essa é uma sequência do texto: Aristóteles uma Visão Geral de sua Obra e “Doutrina”. [...]

  5. Amanda Aline Says:

    Aristoteles foi um homem muito sabio para sua epoca, e acho que hoje em dia a sua filosofia nos caberia bem em augumas situaçoes, como por exemplo, se escolhermos o dialogo ao envez de partir para ignorancia ou brutalidade, cho que o mundo seria bem melhor.

  6. Benito Pepe Says:

    É isso mesmo amanda! Obrigado pelo comentário.

    Abraços do Benito Pepe

Deixe um Comentário

Site/blog Desenvolvido por Benito Pepe no Wordpress 2008-2014.