Como saber quantos anos você tem? Qual a sua idade? As três idades: cronológica, biológica e psicológica.

Você deve estar pensando, para saber a nossa idade é obvio é só verificar a nossa data de nascimento, ora bolas. Bem, para nossa idade cronológica está certo é só saber a data de nascimento. Mas e quanto a idade biológica e a idade psicológica, ah sim! temos ao menos três idades: a cronológica, a biológica e a psicológica.

Como se sabe para a idade cronológica basta verificar a data de nascimento, essa é a idade que se responde quando fazemos uma entrevista ou preenchemos uma ficha cadastral. E quanto a idade biológica? Bem aí temos que verificar o estado geral de “nossa máquina”, nosso corpo. Da mesma maneira que as máquinas e equipamentos eletrônicos o nosso corpo se desgasta conforme o usamos ou cuidamos dele, se você o alimenta bem com alimentos saudáveis e cuida bem da sua noite de sono e de seu repouso e descanso, provavelmente você terá uma maquina para usar por muito mais tempo.

É como ocorre com um automóvel por exemplo, você já deve ter visto por aí “carros velhinhos”, ou melhor com data de fabricação antiga, no entanto muito bem cuidados. Rodaram por boas estradas e tiveram um ótimo cuidado por parte de seus usuários, estes automóveis não deixam o proprietário na mão, são “pau para toda obra”, isso se dá pelo belo cuidado que sempre tiveram ao usá-lo. O oposto também ocorre, carros bem novinhos e que já estão todos destruídos, pois rodaram por estradas esburacadas, tiveram um mau uso e foram maltratados, mau usados e por isso destruídos rapidamente.

É assim que se passa com o ser humano quanto ao seu corpo. A sua idade biológica, via de regra é resultado do seu cuidado com o seu equipamento. No entanto sabemos que quanto a este quesito das nossas três idades deve-se levar em consideração também as questões genéticas, e estas não dependem muito de nossa vontade, mas podemos tentar descobrir um pouco sobre a nossa máquina – nosso equipamento genético –  e dessa maneira cuidarmo-nos  de acordo com nossas necessidades particulares, cada organismo é um organismo particular e assim devemos ter atenção ao nosso relógio biológico ou seja o nosso melhor horário para dormir por exemplo, o melhor horário que temos para aprender etc. além disso, devemos buscar saber qual é o melhor alimento, tipo de exercício e outros cuidados particulares que nossa máquina necessita, assim cuidaremos melhor de nosso corpo e nossa idade biológica pode condizer melhor com a nossa idade cronológica ou quem sabe até ser bem inferior a ela, e como um “carrinho velho” e bem cuidado aparentarmos e de fato estarmos como um seminovo.

Bem para saber quantos anos você tem biologicamente, além de exames médicos que colaboram com dados para esta informação, basta você identificar a sua disposição e aptidão física e mental e comparar com a de outras pessoas e com a idade cronológica dessas pessoas, você notará que você poderá ter mais ou menos idade biológica comparando com a sua idade cronológica. Por exemplo há pessoas que tem 20 anos de idade cronológicas e fisicamente – biologicamente – tem 30 ou até 40 anos. Há outros que tem 50 anos de idade cronológica e em atividade física e biológica tem 30 ou até menos. E então qual é a sua idade biológica?

Vamos agora abordar uma das idades mais polémicas: isso mesmo a idade psicológica. Para essa idade precisamos pensar um pouco mais. O que é uma idade psicológica? Bem, em primeiro lugar precisamos entender melhor a palavra “Psicologia”, seu significado atual e sua etimologia, ou seja, a origem da palavra em referência. Quanto ao conhecimento atual para psicologia a entendemos como a ciência que trata dos estados e processos mentais, do comportamento do ser humano e de suas interações com um ambiente físico e social. Seria um conjunto dos traços psicológicos característicos de um indivíduo ou de um grupo de indivíduos. Até aqui tudo bem, e quanto a origem da palavra? Vamos lá… a expressão Psicologia deriva das palavras gregas “psyché” (alma, espírito) e “logos” (estudo, razão, compreensão). Psicologia poderia ser compreendida então como o “estudo da alma” ou a “compreensão da alma”.

Então, agora podemos derivar desses conceitos a ideia de idade psicológica, ou seja, a idade da alma, a idade do espírito e aqui não vamos falar de religião e nem de fé. O que pretendemos salientar é que também temos uma idade de acordo com nossa alma, nossa maneira de pensar e encarar a vida e o mundo, e não quero que você a confunda com idade mental, como se diz no vulgar: aquela pessoal é um retardado mental ou tem uma mente de criança. Não! Não é isso! A idade psicológica é consciente, o individuo sabe muito bem qual é a sua idade cronológica e também tem consciência quanto a sua idade biológica e vive e convive muito bem nessa trama, no entanto essa pessoa pode ter uma idade cronológica de por exemplo 40 anos, mas sente-se com um jovem de 20 anos e tem disposição psicológica e o entusiasmo como tal jovem, no entanto outra pessoa pode ter os mesmo 40 anos cronológicos e sentir-se e viver como um velhinho daqueles velhinhos de antigamente que se aposentavam e ficavam jogando carta na pracinha e por aí vai. Em outras palavras a idade psicológica é a idade que a pessoa sente que tem, pode ser mais ou menos que as suas outras idades.

Por fim é bom lembrar que hoje em dia a nomenclatura e classificação para as fases da vida de um ser humano estão mudando. Alguns ainda a dividem como infância (até 11 anos, incluindo a pré-adolescência de 8 a 11), adolescência  (12 aos 20),  idade adulta (21 a 59 incluindo o jovem (21 a 30)  e a meia idade (31 a 59), e a terceira idade que iniciaria aos 60 anos e iria até 80 anos, também se fala hoje na quarta idade que segue a partir do 81 anos.

Para mim isso já está fora do padrão do Novo Ser Humano na terra e dizer que um homem com 60 anos está entrando na terceira idade está, ao meu ver, ultrapassado. Hoje vemos pessoas com 70 e até 80 anos em atividades invejáveis. E então quantos anos você tem? Eu respondo: você tem quantos anos você quer e pode ter, entendeu?

Abraço,

Benito Pepe

Benito Pepe

Benito Pepe: Empresário por 30 anos, Administrador, Filósofo, Astrônomo Amador, Colunista, Palestrante, Instrutor e Professor Universitário. Tem formação acadêmica na área de Administração com pós-graduações em: Administração estratégica de empresas; Marketing; Filosofia Contemporânea; e Filosofia Antiga. Publica Aqui, seus textos sobre Filosofia, Astronomia, Administração, Marketing, Religião, Assuntos da Atualidade, além de um Papo geral.

12 comentários em “Como saber quantos anos você tem? Qual a sua idade? As três idades: cronológica, biológica e psicológica.

  • em
    Permalink

    ESSE PEPE SABE TUUUUUDO…!!

  • em
    Permalink

    Obrigado Girão! Vindo de um cara tão culto como você estas palavras me lisonjeiam hehe

    Abraço,
    Benito Pepe

  • em
    Permalink

    Oi Amigo Benito! Parabéns por essa excelente abordagem! Realmente, temos diversas “idades” . O seu discorrer, nos leva a algumas reflexões importantes; não posso mudar minha idade cronologia, mas posso mudar minha idade psicológica? Posso mudar meus hábitos para retardar minha idade biológica? É um texto que nos chama atenção, se estamos fazendo bom uso de nossa máquina! Podemos começar hoje a cuidar melhor de nós mesmos….um grande abraço!

  • em
    Permalink

    Grande Terenzio,

    Os seus comentários sempre engrandecem os meus textos! Obrigado e parabéns pelo pensamento que nos leva a outras reflexões: o que não podemos fazer, não podemos fazer e ponto. Mas aquilo que nos cabe a possibilidade de fazer para melhorar nossa qualidade de vida, por que não fazer, não é mesmo?

    Grande abraço,

    Benito Pepe

  • em
    Permalink

    Bom viés o texto. Sem sombra de dúvida, conhecemos jovens de 18 anos e velhos de 70 anos, assim como conhecemos jovens de 70 anos e velhos de 18 anos! A leitura faz com que possamos refletir: que tal desenvolver a prática da idade psicológica de vez em quando?
    Abraços!

  • em
    Permalink

    Obrigado pelo seu comentário amigo Carlos Henrique, nota-se que você pensa na idade psicológica como fator importante em sentir uma idade, legal! espero que seja mais jovem que a cronológica heheh

    Grande abraço,

    Benito Pepe

  • em
    Permalink

    Bela reflexão. Precisamos cada vez mais verificarmos o que pode nos ajudar a ter um envelhecimento biológico e consequentemente psicológico. mais lento (pois ele vai acontecer, mas podemos trabalhar para retardar o mesmo).Isso deve ter uma atenção permanente em nossas vidas, não ser um item relevante, apenas, na idade adulta ou meia idade. Bons hábitos e um um envelhecimento biológico e psicológico mais lentos nos levam a uma qualidade de vida melhor, influenciando positivamente na realização de nossas atividades, inclusive profissionais.

  • em
    Permalink

    Valeu Julio Cesar Castanheira de Souza

    Muito bom ter o teu comentário por aqui! Concordo com você que precisamos trabalhar bem esse nosso envelhecimento físico, mas quanto ao psicológico esse pode até não envelhecer, pelo menos não tanto quanto o físico pois a idade do corpo pode ser retardada mas é fatal… a mente ou seja o psicológico não acredito que seja fatal, acredito que aí está a nossa mente a nossa alma e essa não morre.

    Quanto ao tempo e o aproveitamento deste tempo veja esse meu texto >> https://www.benitopepe.com.br/2008/12/02/o-tempo-esta-passando-mais-rapido-2/

    Abraço,
    Benito Pepe

  • em
    Permalink

    Beleza Benito entendi o seu ponto com relação ao possível não envelhecimento do psicológico ou pelo menos não ser fatal. Não tinha dado foco neste ponto, mas concordo. É aí que está a nossa ligação com a criação e como tudo precisamos desenvolve-la. Lin o texto sobre o tempo e pra variar gostei…rs. O que já vivenciamos passa rápido, o novo nos dá a sensação de levar mais tempo. Se andamos por um caminho conhecido, a percepção é que chegamos mais rápido do que se percorrermos a mesma distância trazendo novas informações pra nossa mente…olha o psicológico aí de novo… show. Um grande abraço.

  • em
    Permalink

    Bacana grande Julio Cesar Castanheira de Souza.

    Agora você já se tornou um comentador especial no meu Site/blog, beleza, bem vindo!

    Espero outros comentários em outros textos e artigos,

    Grande abraço,
    Benito Pepe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.