Conversando sobre Deus…

Por Alessandro Lyra Braga*

Não sei se sou ateu, se sou agnóstico, se acredito pouco ou se acredito imensamente em Deus. Não me considero uma pessoa de fé. Sempre vivi num imenso conflito íntimo, desconfiando de tudo e sendo até muito cético em muitos momentos de minha vida. Porém, às vezes tenho a convicção que Deus existe de fato, mas que se ausenta, escondendo-se, certamente por vergonha de sua criação. E este é um assunto que em minhas conversas com padres e pastores eu jamais consegui obter alguma resposta que me satisfizesse por completo. Eles sempre idolatram ou absolvem Deus por tudo, e até me culpam por ser questionador. Não acredito que Deus precise ou queira ter advogados em seu nome. Se fomos criados à sua imagem e semelhança, então, ao sermos questionadores, estamos sendo como Deus é.

A questão é que talvez Deus não seja um velhinho que fique sentado numa nuvem dando ordens ao seu bel prazer. Se for uma força cósmica abstrata e ainda que sejamos incapazes de ter plena compreensão dessa magnitude, então falar sobre Deus é especular sobre o que não podemos ou temos condições de entender, até mesmo pelo limitado alcance de nossas mentes e de nossa ciência. E quando falo em ciência, acredito que a ciência da Terra ainda esteja no ponto de partida para a compreensão do que significa o universo, ou seja, a especulada morada de Deus.

Assim, mesmo sem compreender Deus plenamente, os homens criaram a Teologia: a ciência de Deus, na vã ilusão de ser possível conquistarmos e dominarmos tudo sobre o Supremo Criador. Baseados em livros sagrados, os homens de carne e osso estabeleceram doutrinas e/ou dogmas que deveriam ser seguidos à risca. Deus é uma entidade única, mas que tem vários nomes, podendo ser Alá, Olorum, Tupã, Oxalá, dentre uma infinidade. Além de inúmeros livros sagrados, inúmeras outras religiões e denominações surgiram, gerando discórdias e guerras santas, onde cada religião acredita ser a dona ou conhecedora da verdade e de seu próprio deus, impondo sentimentos de culpa e temor aos seus seguidores. O verdadeiro amor a Deus e de Deus para com sua criação deveria ser totalmente desprovido de medo, vergonha ou culpas.

Como exemplo do uso e interpretações distorcidas da concepção divina está a figura de Jesus Cristo, que para o mundo ocidental, é a própria personificação de Deus, representando o bem e o amor incondicional. Jesus nunca pregou que se matasse em seu nome ou que fôssemos intolerantes. As pregações de Jesus sempre foram libertárias e tolerantes, refletindo um pacifismo que até hoje nossa sociedade não conseguiu verdadeiramente atingir e, pessoalmente, não acredito que nos próximos séculos conseguiremos atingir. Convém lembrarmos que Jesus seria o filho de Deus enviado à Terra para nos libertar de todos os pecados, mas não somos nós filhos de Deus também? Então por que não tentarmos nos libertar de todos os pecados por nós mesmos? Será que não somos capazes de tal proeza?

Ainda que eu viva nesta busca por informações, tenho meus conflitos pessoais e de aceitação das doutrinas que me são apresentadas. Confesso que ainda não tive a tal revelação de Deus em minha vida. Talvez por isto que eu ainda seja tão crítico e cético para algumas coisas. Lembro-me do poeta português Guerra Junqueiro quando disse que “a Terra é uma obra tão infeliz que nem um aprendiz de Deus a assinaria”. Assim quando ando pelas ruas e vejo a quantidade de mazelas, conflitos e degenerações de toda espécie, pergunto-me que pai deixaria seus filhos passarem por tal situação sem dar “uma mãozinha”. Quando escuto aquelas desculpas do tipo “é assim porque Deus quer!” fico profundamente irritado. Fico ainda mais irritado quando os kardecistas defendem que tudo o que passamos são resgates de outras vidas e que temos que superá-los para nossa evolução. Mas, evolução para onde? Para junto de Deus? Mas ele não está sempre entre nós, como dizem nos templos? Assim, não vivemos esta vida apenas e plenamente, e sim os rabichos de outras encarnações, num ciclo enlouquecido, que parece não ter fim.

Também fico imaginando como Deus deve se envergonhar do verdadeiro comércio que é feito em seu nome. Sacerdotes de várias religiões praticamente oferecem “serviços e dádivas celestiais” em troca de dinheiro e poder político. O que não aceito é que estas pessoas não sejam atingidas pela justiça divina de forma contundente, vivendo quase que como semi-deuses. A manipulação das massas em prol de interesses privados escusos deveria ser considerada um pecado gravíssimo, mas não é bem assim. Para muitos isto é um dom divino, que deverá ser reverenciado por todos. É lastimável que ainda exista gente que pense assim.

O que percebo é que em nome de Deus tudo é feito ou dito. No entanto, o que menos o ser humano faz é procurar avaliar suas culpas e não colocar as soluções nas mãos mágicas de Deus. Se ele é nosso criador, ele não é nossa mente, pois temos o livre arbítrio. Pode até olhar por todos nós, mas nós é que somos responsáveis pelos nossos atos, e, quando entendermos isto, talvez consigamos conhecê-lo como somos por ele conhecidos. Ou não!

*Alessandro Lyra Braga é carioca, por engano. De formação é historiador e publicitário, radialista por acidente e jornalista por necessidade de informação. Vive vários dilemas religiosos, filosóficos e sociológicos. Ama o questionamento.

 Abraços do Benito Pepe

Benito Pepe

Benito Pepe: Empresário por 30 anos, Administrador, Filósofo, Astrônomo Amador, Colunista, Palestrante, Instrutor e Professor Universitário. Tem formação acadêmica na área de Administração com pós-graduações em: Administração estratégica de empresas; Marketing; Filosofia Contemporânea; e Filosofia Antiga. Publica Aqui, seus textos sobre Filosofia, Astronomia, Administração, Marketing, Religião, Assuntos da Atualidade, além de um Papo geral.

12 comentários em “Conversando sobre Deus…

  • em
    Permalink

    Bacana meu camarada! Falar sobre este tema requer coragem, audácia e sabedoria. Parabéns pelo texto! representa claramente a impressão que eu tinha de você quanto ao tema, é claro que sei que você tem muito mais reflexões e pensamentos que aqui não foram expostos, pois para isso seria preciso mais letras e mais texto… Mas como diz ditado popular: “Deus escreve certo por linhas tortas” (a propósito, Deus escreveu (?) quero também dizer que neste tema eu fico com Sócrates e sua famosa frase: “Só sei que Nada Sei”, aliás, Sócrates nada escreveu…).

    Abraços, Benito Pepe.

  • em
    Permalink

    Olá meu camarada, quanto tempo? Muito interessante este texto do Alessandro Lyra, e eu, dentro do meu modesto entendimento vou tentar fazer um comentário.
    Meu caro e sábio Alessandro. Desde os princípios da minha juventude até a minha presente idade de mais de setenta anos, tenho-me lançado sempre temerariamente no meio dessas profundezas oceânicas, pondo de lado cautela e covardia; tenho escarafunchado todo recesso escuro, encarado todo problema, mergulhado em cada abismo, escutando o credo de cada seita, tentando descobrir as doutrinas intimas de cada comunidade. Tudo isso tenho feito para poder distinguir entre o verdadeiro e o falso.
    Desta forma disse a mim mesmo: “Para conhecer o que são realmente as coisas, preciso tentar descobrir o que realmente é o conhecimento,”.
    Então, investiguei as várias espécies de conhecimento que eu possuía, e encontrei-as destituídas da infabilidades desejada, exceto no caso da percepção sensitivas e das verdades necessárias e da afirmação dos sentidos.
    Com extrema severidade, passei, portanto a refletir sobre a percepção sensitiva e as verdades necessárias, para ver se elas poderiam fazer-me duvidar delas. O resultado foi que a dúvida invadiu a percepção dos sentidos.
    Por fim, Deus curou-me da doença. Meu ser foi restaurado à saúde. As verdades necessárias do intelecto voltaram a ser mais uma vez aceitas, quando reconquistei a confiança em seu caráter certo e fidedigno. Isso não surgiu pela demonstração sistemática ou argumentação disciplinada, mas por uma luz que Deus, o Altíssimo lançou em meu peito. Essa luz é a chave para a maior parte do conhecimento.
    Meu caro Alessandro, faça uma reflexão das suas próprias palavras, postadas neste texto e, principalmente no titulo do mesmo CONVERSANDO COM DEUS, aí você vai sentir a REVELAÇÃO DE DEUS EM SUA VIDA.
    Confesso que não sigo nenhuma doutrina religiosa, mas procuro seguir os mandamentos do Mestre JESUS CRISTO, e tenho Ele, como meu salvador. Acredite meu irmão, você é realmente um Abençoado, um feliz Natal e próspero Ano Novo.

    E a você meu camarada Benito, aproveito a oportunidade para desejar-lhe um Feliz Natal e próspero Ano Novo, parra você e todos da família, AH ia esquecendo! isto se o mundo não acabar no dia 21. Vi uma reportagem na internet, que a NASA esta recebendo milhares de E-malis de pessoas perguntando sobre o fim do mundo no próximo dia 21, e que muitos estavam ameaçando suicidar-se e matar seus filhos para não assistir o Apocalipse.Não sabem eles que o calendário maia, é igual uma folhinha de cozinha passou o dia, vai lá no dia seguinte e risca o anterior. É muita falta de fé em nosso Mestre, gostaria que fosse verdade pois iria recebe-lo de joelhos curvados ao chão e cheio de alegrias….

  • em
    Permalink

    Valeu meu grande amigo JM Dias, sábias palavras como sempre! Você é um verdadeiro Filósofo na essência da Palavra.

    Abraços, Benito Pepe

  • em
    Permalink

    Acho Bom que ainda exista pessoas com esses pensamentos, precisamos de mais pessoas assim, porque muitas delas hoje em dia são limitadas e não procuram pensar sobre esse tal Deus que eles tanto falam, sinceramente tenho dúvidas quanto a existência de Deus, acho que nós precisamos nos questionar mais, apesar de nova também sou muito cética quanto a esses assuntos…
    GOSTEI MUITO DO TEMA, E ESPERO VER NOVAS POSTAGENS SOBRE ISSO.

  • em
    Permalink

    Olá Thauany, obrigado pelo comentário no meu Site/blog.

    Bem, só preciso esclarecer, pra você e pra todos que leiam os comentários aqui neste texto, que esta não é a minha opinião. Observe que quem escreveu este texto foi o Alessandro Lyra Braga, ok? Mas eu gostei do texto e dos seus questionamentos e argumentos, e por isso o publiquei pra gerar debates mesmo.

    No entanto eu creio em “Algo” superior e que nos transcende em vários sentidos, e um deles é quanto ao nosso próprio conhecimento “primário” a meu ver. Portanto acredito Naquele que se convencionou chamar de Deus. Mas não o entendo como grande parte da população o compreende, posso afirmar que de maneira simplista. Não! Deus pra mim é muito mais… mas esse debate fica aqui em aberto para todos que queiram prestigiar com suas opniões…

    Abraços, Benito Pepe

  • em
    Permalink

    Interessante os questionamentos e argumentos de Alessandro Lyra, no entanto tenho Deus como meu amigo, tenho certeza da sua existência e da sua criação que samos nós. O que vemos nas ruas, seus conflitos e degeneração, os nossos sofrimentos, é resultado das escolhas que fazemos, Deus não tem culpa. Concordo que existem pessoas que estão fazendo comércio com o nome de Deus, mas na própria Bíblia está escrito “conhecerei a verdade e a verdade vos libertará”. Que bom Professor Benito o senhor permitir esse espaço para interagirmos.

  • em
    Permalink

    Olá Eloisa Maria, obrigado pelo teu comentário e alegrias por teu nome Maria, é um nome Santo!

    Sinta-se à vontade para comentar todo e qualquer texto que desejar.

    Abraços, Benito Pepe

  • em
    Permalink

    Respondendo algumas das perguntas

    […] Jesus nunca pregou que se matasse em seu nome ou que fôssemos intolerantes.

    João 16:33 … No mundo vocês terão muitos sofrimentos e tristezas, mas tenham bom ânimo, por que eu venci o mundo.

    2 Timóteo 3:12. Sim, a perseguição vira para TODOS os que decidirem levar uma vida piedosa em Cristo Jesus.

    Mateus 10:16. Eu estou enviando vocês como ovelhas para o meio de lobos. Portanto sejam cautelosos como as serpentes e inofensivos como as pombas. 17. Mas cuidado vocês serão presos, processados nos tribunais e chicoteados nas sinagogas. 18. E vocês sofrerão julgamento diante de governadores por minha causa, isso lhes dará a oportunidade de falar a eles a meu respeito e dar testemunho as gentios.

    a. Jesus ele previu que muitos iriam morrer/sofrer por causa do Cristianismo.

    […] As pregações de Jesus sempre foram libertárias e tolerantes, refletindo um pacifismo que até hoje nossa sociedade não conseguiu verdadeiramente atingir e, pessoalmente, não acredito que nos próximos séculos conseguiremos atingir.

    b. Os ensinamentos de Jesus não pesados.

    1 João 5:2. Portanto vocês podem saber quanto ama os filhos de Deus pelo grau do seu amor e da sua obediencial a Deus.
    3. Amar a Deus significa amar os seus mandamentos. E os seus mandamentos na verdade não são difíceis,
    4. Pois todo filho de Deus pode obedecer-lhe, derrotando o mundo. Com a nossa fé conseguimos a vitória sobre o mundo.
    5. Quem é que vence o mundo, senão aquele que crê que Jesus é o Filho de Deus?

    […] Convém lembrarmos que Jesus seria o filho de Deus enviado à Terra para nos libertar de todos os pecados, mas não somos nós filhos de Deus também? Então por que não tentarmos nos libertar de todos os pecados por nós mesmos? Será que não somos capazes de tal proeza?

    c. Corrigindo! Nem todo mundo é filho de Deus. Existe um abismo de diferença entre criação de Deus e filho de Deus. Uma pessoa só se torna filha de Deus quando confessa Jesus como seu único e suficiente salvador e aquele que obedece ao que ele deixou. Somos filhos adotivos!

    Mateus 19: 25. Os seus discípulos, ouvindo isto, admiraram-se muito, dizendo: Quem poderá pois salvar-se? 26. E Jesus, olhando para eles, disse-lhes: Aos homens é isso impossível, mas a Deus tudo é possível.
    1 João 4:15. Qualquer que confessar publicamente que Jesus é filho de Deus tem Deus vivendo nele, e ele esta vivendo em Deus.

    Romanos 8:14-17 – “Porque todos os que são GUIADOS pelo Espírito de Deus, esses são filhos de Deus. Porque não recebestes o espírito de escravidão, para outra vez estardes em temor, mas recebestes o Espírito de ADOÇÃO de filhos, pelo qual clamamos: Aba, Pai. O mesmo Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus. E, se nós somos filhos, somos logo herdeiros também, herdeiros de Deus, e co-herdeiros de Cristo: se é certo que com ele padecemos, para que também com ele sejamos glorificados.”

    Gálatas 3:26. Porque todos sois filhos de Deus pela fé em Cristo Jesus.

    Gálatas 4:4. Mas, quando chegou o tempo certo, o tempo determinado por Deus, ele enviou seu filho, nascido de mãe humana, e viveu debaixo da lei, 5. para comprar a liberdade para nós que éramos escravos da lei, a fim de que ele pudesse ADOTAR como seus próprios filhos. 6. E, por que vocês são seus filhos, Deus enviou o espirito de seu filho aos corações que clama Abba Pai. (Papaizinho).

    d. Os ensinamentos de Jesus não são pesados.

    1 João 4:20. Se alguém diz: Eu amo a Deus, e odeia a seu irmão, é mentiroso. Pois quem não ama a seu irmão, ao qual viu, como pode amar a Deus, a quem não viu?

    e. Somente Jesus pode nos libertar.

    1 Timóteo 2:5. Há um só Deus e um só mediador entre Deus e os homens: O homem Cristo Jesus. 6. Que deu sua vida em resgate por toda humanidade. Essa é a mensagem que no momento oportuno Deus entregou ao mundo.

    Gálatas 3:13 Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós; porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado no madeiro.

    f. Quando você peca alguém precisa morrer em seu lugar! Por isso Jesus veio e morreu por nós como ovelha (Pura) ao matadouro.

    Romanos 6:23 Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus nosso Senhor.

    Levítico 1:4 Aquele que estiver fazendo a oferta colocara a mão sobre a cabeça do animal, para que seja aceito no seu lugar. Ou seja, o animal é sacrificado, sofrendo no lugar do homem o castigo dos seus pecados, e o homem fica livre dos castigos desses pecados.

    Isaías 53: 7. Ele foi maltratado e humilhado, mas não disse uma única palavra! Foi levado como um cordeiro para o matadouro, como a ovelha fica muda diante de quem corta a sua lã, ele não abriu a boca.

    1 João 1:9. Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça.

    […] Confesso que ainda não tive a tal revelação de Deus em minha vida.

    g. Ele não teve experiências ainda com Deus pelo fato de duvidar da palavra e ele mesmo não pedir ao Senhor

    2 Coríntios 4:4. Nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus.
    Hebreus 11:1. O que é a fé? A fé é a certeza de que o que nós esperamos está nos aguardando e a prova que existem coisas que não podemos ver diante de nós. 2. Pessoas, em tempos passados deram, bom testemunho da sua fé.

    […] Assim quando ando pelas ruas e vejo a quantidade de mazelas, conflitos e degenerações de toda espécie, pergunto-me que pai deixaria seus filhos passarem por tal situação sem dar “uma mãozinha”. Quando escuto aquelas desculpas do tipo “é assim porque Deus quer!” fico profundamente irritado.

    h. O problema não esta em Deus, mas no homem! Deus sempre quis restaurar o plano natural de ter a comunhão com o homem!

    Exemplo como sabemos que existe futebol? Posso provar que o futebol não existe!?
    Sabemos pelos jogadores que estão no time, ou pela imprensa que sempre posta algo sobre, ou pelos próprios fãs que se dedicam em correr atrás da informação! Assim também é Deus! A igreja fala do seu amor! Os profetas falam desse amor! O que nos resta é correr atrás!

    Oseias 6:3. Ah, precisamos muito conhecer o Senhor! Vamos nos esforçar para conhecê-lo, e ele nos respondera. Tão certo quanto o amanhã que vem depois da noite ou a chuva que chega com a primavera e rega a terra.
    Deus respondeu:
    Oseias 6:6. Não quero sacrifícios: quero seu amor. Não me interesso pelas suas ofertas; o que eu quero é que vocês me conheçam.
    Muitos acham que Deus é um Deus de raiva; ódio & destruição. Simplesmente por que não conhecem a verdadeira essência dele. Para conhecer quem é Deus, basta olhar para quem foi Jesus.
    Isaias 59 1. Prestem atenção! O braço do Senhor não esta encolhido para que não possa salvar! Ele não é surdo para que não possa ouvir. 2. O problema são os seus pecados; por causas dele vocês estão separados de Deus. Por causa de seus pecados, Deus desviou o seu rosto de vocês e não ouve mais o que eles pedem. 3. As suas mãos estão manchadas de sangue , e os seus dedos estão sujos de pecado. Vocês vivem falando mentiras, e a sua língua murmura coisas que não prestam. 4. Ninguém exige que a justiça seja cumprida. Nos tribunais, os julgamentos são baseados em mentiras! Vocês confiam em ilusão e espalham mentiras por toda parte, estão sempre realizando e planejando as suas maldades.

    […] Também fico imaginando como Deus deve se envergonhar do verdadeiro comércio que é feito em seu nome. Sacerdotes de várias religiões praticamente oferecem “serviços e dádivas celestiais” em troca de dinheiro e poder político. O que não aceito é que estas pessoas não sejam atingidas pela justiça divina de forma contundente, vivendo quase que como semi-deuses. A manipulação das massas em prol de interesses privados escusos deveria ser considerada um pecado gravíssimo, mas não é bem assim. Para muitos isto é um dom divino, que deverá ser reverenciado por todos. É lastimável que ainda exista gente que pense assim.

    i. Ele esta certo, mas isso Jesus também previu! Pelos frutos conseguimos ver quem é de Deus e quem não é!

    Mateus 6:24. Vocês NÃO poderão servir a dois patrões. Por que vocês odiaram a um e amarão ao outro, ou serão fieis a um e desprezarão a outro. Vocês não podem servir a Deus e ao dinheiro.

    1 Timóteo 6:8. Portanto, devemos sentir-nos bem satisfeitos se tivermos alimento e roupa suficiente. 10. Pois o amor ao dinheiro é a raiz de todos os tipos de males. Algumas pessoas até voltaram as costas a Deus por causa do amor ao dinheiro e, como resultado, afligiram a si mesmas com muitos sofrimentos.

    Mateus 6:33. Buscai em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça e todas estas coisas vos serão dadas em acréscimo.

    Mas a prosperidade na vida de um cristão é apenas uma consequência da sua obediência a Deus. Os maiores profetas foram ricos para estender o reino de Deus na terra.

    1 Timóteo 5. 17. Os lideres da igreja que fazem bem o seu trabalho devem ser bem pagos e altamente estimados, de maneira especial aqueles cujo o trabalho é pregar e ensinar. 18. Por que as escrituras dizem “nunca amarre a boca de um boi quando ele esta debulhando o cereal!” 18. “E o trabalhador merece o seu salário”.

    Mateus 7:15-20 “Cuidado com os falsos profetas. Eles vêm a vocês vestidos de peles de ovelhas, mas por dentro são lobos devoradores. Vocês os reconhecerão por seus frutos. Pode alguém colher uvas de um espinheiro ou figos de ervas daninhas? Semelhantemente, toda árvore boa dá frutos bons, mas a árvore ruim dá frutos ruins. A árvore boa não pode dar frutos ruins, nem a árvore ruim pode dar frutos bons. Toda árvore que não produz bons frutos é cortada e lançada ao fogo. Assim, pelos seus frutos vocês os reconhecerão!

    1 João 4:1 Amados, não creiam em qualquer espírito, mas examinem os espíritos para ver se eles procedem de Deus, porque muitos falsos profetas têm saído pelo mundo.

    Mateus 24:24-26 Porque se levantarão falsos cristos e falsos profetas, que farão milagres a ponto de seduzir, se isto fosse possível, até mesmo os escolhidos.
    Eis que estais prevenidos.
    Se, pois, vos disserem: Vinde, ele está no deserto, não saiais. Ou: Lá está ele em casa, não o creiais.

    […] Se ele é nosso criador, ele não é nossa mente, pois temos o livre arbítrio. Pode até olhar por todos nós, mas nós é que somos responsáveis pelos nossos atos, e, quando entendermos isto, talvez consigamos conhecê-lo como somos por ele conhecidos. Ou não!

    j. Corretamente certo muitos acham que por terem aceitado a Jesus, Jesus decidira tudo em suas vidas. E vivem como se não tivessem cérebros que sabem diferenciar o certo do errado. Mas os únicos que podem nos afastar de Deus somos nós mesmo!

    Romanos 8:34-39. Quem os condenará? Cristo Jesus, que morreu, ou melhor, que ressuscitou, que está à mão direita de Deus, é quem intercede por nós!
    Quem nos separará do amor de Cristo? A tribulação? A angústia? A perseguição? A fome? A nudez? O perigo? A espada?
    Realmente, está escrito: Por amor de ti somos entregues à morte o dia inteiro; somos tratados como gado destinado ao matadouro {Sl 43,23}.
    Mas, em todas essas coisas, somos mais que vencedores pela virtude daquele que nos amou.
    Pois estou persuadido de que nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem o presente, nem o futuro, nem as potestades,
    nem as alturas, nem os abismos, nem outra qualquer criatura nos poderá apartar do amor que Deus nos testemunha em Cristo Jesus, nosso Senhor.

  • em
    Permalink

    Adorei a explicação de Fabricio,não tem fé quem quer mas a quem foi dado o dom da SABEDORIA e do AMOR e um coração cheio de compaichão,ter fé é muito mais que acreditar, é sentir essa presença de DEUS que mesmo não entendendo, sei que existe pois quando a sinto transforma.me, acalma-me e me faz amar os outros de uma maneira diferente perdoando e não julgando até os que mais nos magoam.

  • em
    Permalink

    Olá Maria Simôes! Concordo também. Principalmente com sua síntese…

    Abraços, Benito Pepe

  • em
    Permalink

    lógico que discodarmos em vários temas , mais respeito seu ponto de vista sempre lembrando que DEUS É AMOR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.